Quarteto Guerra-Peixe é a atração do Concertos na Cidade

O Quarteto Guerra-Peixe, composto pelos músicos Alessandro Borgomanero no violino, Marcos Silveira no violino, Luciano Pontes na viola e David Gardner no violoncelo, é a atração do próximo Concertos na Cidade/Edição SESC Partituras, no Auditório do SESC Cidadania. A apresentação será nesta terça-feira (13/09), às 20h30 com entrada gratuita.

Serviço
Concertos na Cidade/Edição SESC Partituras
Data: 13 de setembro (terça-feira)
Horário: 20h30
Local: Auditório do SESC Cidadania (Rua C 197, Esq. Av. C 198 e Rua C 224 – Jardim América - Goiânia -GO)
Informações: (62) 3250-8036/8037/8038

MAIS INFORMAÇÕES - CURRÍCULOS QUARTETO GUERRA-PEIXE

Alessandro Borgomanero, violino
Nascido em Roma, formou-se com o título de Mestre em 1992, na Universidade de Música Mozarteum, de Salzburg, na classe do violinista Ruggiero Ricci. Continuou seus estudos com renomados violinistas como Boris Belkin, Salvatore Accardo  e Rodolfo Bonucci. Apresentou-se como solista frente a várias orquestras, tais como a Orquestra de Câmara de Budapeste e Orquestra de Câmara de Berlim. Apresentou-se em importantes salas de concerto como o Musikverein de Viena e o Carnegie Hall de Nova Iorque. Participou com concertos em diversos festivais de música como o Festival de Verão de Salzburg Festival Mozart de Tóquio e o Festival de Inverno de Campos do Jordão. Ministrou master classes para violino na Escola Superior de Música de Viana (Portugal) e em quase todos os festivais de música do Brasil. Gravou vários CDs, inclusive pelos selos Kreuzberg Records (Alemanha), Nami Records (Japão) e Classic Sound (Áustria). Vive em Goiânia desde 1999 onde é professor de violino na Universidade Federal de Goiás. Desde 2012 está à frente  da Orquestra Filarmônica do Estado de Goiás.

Marcos Silveira Bastos, violino
Iniciou os estudos de violino com os professores Dário J. dos Santos e Othaniel P. de Alcântara Júnior. Graduou-se em Música com habilitação em violino na EMAC-UFG, sob orientação do Prof.Alessandro Borgomanero. Participou de aulas e master classes de violino com Daniel Guedes, Bernardo Bessler, Rodolfo Bonucci, Albrecht Breuninger, Omar Guay, Roney Marckzak, Ole Böhm (Noruega), e Paulo Bosísio e de música de câmara com Fany Solter, Michael Udhe, dentre outros. Participou de importantes festivais de música como o 37° Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão e o 24º Curso Internacional de Verão de Brasília, além do Festival de Juiz de Fora. Atuou como solista com a Orquestra Sinfônica de Goiânia e a Orquestra de Câmara Goyazes. Ingressou, a partir do ano de 2008, na Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto (OSRP), onde atuou por duas temporadas (2008 e 2009) junto ao maestro Cláudio Cruz, com quem dá continuidade aos estudos de violino.

Luciano Pontes, viola
Iniciou seus estudos no violino com Alex Nascimento e Salmo Lopes e formou-se pela  EMAC/UFG, na classe do Prof. Alessandro Borgomanero. Entre 2004 e 2007 teve a colaboração regular da professora búlgara Evgenia Popova, em festivais e cursos. Além disso, tem se aperfeiçoado com renomados violinistas como: Shmuel Ashkenasi, Leon Spirer, Ruben Aharonian  e Sergey Kravchenko, além de Emanuelle Baldini e Cláudio Cruz. Tem atuado como spalla e chefe de naipe em importantes orquestras brasileiras. Apresentou-se como camerista em várias salas de concerto pelo Brasil, dentre as quais o Auditório Cláudio Santoro, Teatro Castro Alves, Sala São Paulo. Foi spalla da extinta Orquestra de Câmara Goyazes por cinco temporadas, da nova Orquestra Filarmônica de Goiás por três temporadas e da Orquestra do Estado do Mato Grosso entre 2008 e 2010, atividade esta retomada no ano de 2016. Professor de Viola, Música de Câmara e prática de Orquestra na EMAC/UFG,  além de Diretor Artístico da Camerata Jean Douliez, em 2016 ganhou o segundo prêmio no Golden Awards Classical Músic International Competition de Nova York, e realizará seu debut na prestigiosa Carnegie Hall, onde tocará no concerto dos vencedores do concurso em novembro próximo.

David Gardner, violoncelo
Formou-se em Londres, na Trinty College of Music, com Richard Markson e Maude Tortelier, com honras de primeira classe e medalha de ouro. Aprofundou seus estudos na Holanda, com Jeroen den Herder, e passou a ter uma extensa carreira como solista e músico de câmara no Reino Unido e no Brasil. Como músico de orquestra, ele tem trabalhado com orquestras como a Hallé de Manchester, a BBC Philarmonic, Welsh National Opera, a Royal Philharmonic Orchestra, Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro e a Filarmônica de Goiás, entre outras, sob as batutas de maestros como Jan Pascal Tortelier, Kent Nagano, Sir Simon Rattle, Neil Thomson e Ira Levin. David já se apresentou em locais e festivais em toda a Europa e América do Sul, incluindo The Bridgewater Hall Manchester, Sala São Paulo, Sala Cecilia Meireles e do The Royal Festival Hall, Londres, no Festival Latino-Americano LACCS. Também é um membro fundador do Quinteto de Cordas Britton e em 2010 formou o Trio Piano Novo Mundo, juntamente com o pianista italiano Mauro Bertoli e violinista israelense Netanel Draiblate. Foi nomeado professor de violoncelo na Universidade Federal de Goiás em 2010 e dedica-se à promoção e desenvolvimento de jovens violoncelistas em Goiás.

==> Foto:  Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário