CHORANDO BAIXINHO NO CLUBE DO CHORO

O grupo Chorando Baixinho é constituído por três jovens (entre 14 e 16 anos) estudantes da Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello.

Um deles é Luis Fernando (bandolinista), que teve a ideia de formar esse grupo. Com 16 anos, sendo o mais velho do grupo, ele começou a tocar com 6 anos de idade o violão, depois passou pelo cavaquinho e hoje está no bandolim, que toca há um ano. Tem como grandes influências os músicos Evandro Barcellos, Jacob do bandolim, Reco do Bandolim, Hamilton de Holanda, Armandinho, Dudu Maia e o seu professor Felipe Nunes. Luis Fernando viaja por diversos estilos, como o baião, o forró, a bossa nova, a MPB e, claro, o choro.

Arthur Rodrigues (violonista) tem 14 anos de idade e é o mais novo do grupo. Começou a tocar cavaquinho com 9 anos em rodas de samba do Cruzeiro Novo e logo depois resolveu começar a aprender violão. Começou no violão de 6 e logo em seguida se apaixonou pelo de 7 cordas, e atualmente faz aula na escola de Choro e tem como influência os grandes violonistas Alencar, Fernando Cesar, Yamandu costa e claro o seu professor Henrique Neto.

Victor Cortez (cavaquinhista), com os seus 14 anos de idade, já toca diversos estilos no seu cavaquinho. Desde os 9 anos de idade participa de vários grupos de samba em Brasília e seu atual professor de cavaquinho na escola de Choro é o virtuoso cavaquinhista Marcio Marinho. Suas maiores influencias são os músicos Evandro Barcellos, Lincon de Lima, Leo Benon e Canhotinho, entre outros.

A apresentação acontece dia 16 de Agosto de 2016 – terça-feira a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 15,00 (meia) e R$30,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” - Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.
Não recomendado para menores de 14 anos

==> Foto: Rayan de Souza

0 comentários:

Postar um comentário