300 km de revezamento de volante é um sucesso em Interlagos

Foi um espetáculo a etapa de abertura da Porsche GT3 Cup Endurance Series, olimpicamente apelidada de 300 km de revezamento de volante e realizada no último sábado em Interlagos, o templo do automobilismo. 58 pilotos divididos em 29 duplas se revezavam a cada 35 minutos enfrentando o sol na cara e o lusco-fusco do fim de tarde em São Paulo, que foi de céu limpo e temperaturas amenas. E foi briga do início ao fim, como se estivessem em uma bateria de kart indoor de 25 minutos na Granja Viana.

A vitória foi definida no pit stop final. Depois de andar entre os ponteiros o tempo todo e liderar boa parte da segunda metade da corrida, a dupla formada por Ricardo Rosset e Lucas Foresti sofreu com os sapatos gastos no Porsche 991 #00 e acabou deixando o triunfo escapar para Allam Khodair e Marcelo Hahn. Os pneus completamente deteriorados também fez o duo perder o segundo posto para Miguel Paludo e Beto Gresse, além do terceiro lugar para Ricardo Zonta e Alan Hellmeister. Só feras envolvidas.

Além do critério administração de pneus, Foresti e Rosset também tiveram de lidar com a ansiedade dos rivais: um totózinho na traseira na entrada do "S do Senna" fez o piloto da Stock Car rodar na quarta volta, o que prejudicou um pouco o trabalho dos dois. "O carro estava muito bem acertado pra uma corrida de longa duração. Infelizmente houve um toque na quarta volta e me jogaram pra fora. Se não fosse isso acho que dava pra estar na liderança mas acho que vim aqui pra ter mais aprendizado pra Corrida do Milhão da Stock Car e acho que isso foi obtido, e ainda conseguimos um pódio então foi tudo certo", destaca o piloto de Brasília.

Já o ex-competidor das equipes Arrows e Tyrrell na F1 na segunda metade dos anos 90 elogiou o ritmo do companheiro, que fazia sua primeira corrida em um Porsche enquanto ele já é um tricampeão consolidado: "O Lucas estava muito rápido e isso nos ajudou bastante realmente. Eu, por ter o último stint, saí com o mesmo pneu que usei no primeiro stint, então quando voltei no meio da briga pela liderança, saí do box entre o primeiro e o segundo, mas com pneu frio e muito desgastado. Aí tentei acompanhar o ritmo, mas meu carro ficou muito traseiro."

No fim, um troféu, uma tarde divertida e uma confirmação: Lucas acertou sua participação nas próximas provas do campeonato: em outubro na pista de Goiânia e no mês de dezembro com a prova de 500 km.

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário