Tenso, nervoso e chorado: Real vence o Atlético nos pênaltis e conquista a Liga

11 vezes Real Madrid! Tensão, lágrimas, desgaste, gols e muita vibração. Todos esses ingredientes não poderiam faltar em uma decisão de Liga dos Campeões. E não faltaram, principalmente quando os times que estavam em campo no San Siro, neste sábado, eram Real Madrid e Atlético de Madrid. A partida terminou empatada em 1 a 1 no tempo normal. Na prorrogação, o placar seguiu o mesmo. Então, veio a disputa de pênaltis. E como sempre, com heróis e vilões. Coube a Cristiano Ronaldo, apagado durante todo jogo, chutar a cobrança decisiva para garantir a vitória por 5 a 4 e o incrível 11º título da Champions para os galácticos. E quem perdeu a única cobrança para os colchoneros foi justamente Juanfran, um dos símbolos da equipe.

Em uma decisão tão importante como a Champions League, é difícil manter o controle total dos nervos em campo. Quanto mais quando se trata de dois grandes rivais em campo. Assim foi o início de jogo entre Real Madrid e Atlético de Madrid. Faltas duras, muita discussão, mas apenas um cartão amarelo. O árbitro inglês Mark Clattenburg teve trabalho, chamou os jogadores para conversar e até conseguiu acalmar os ânimos e diminuir as pancadas. Quem não escapou foi o lateral Carvajal, que deu um carrinho em Griezmann e levou o amarelo.

Quem imaginava o Real Madrid atacando a todo vapor e Atlético saindo no contra-ataque, teve uma surpresa. O time comandado por Zidane dominou o meio de campo, fechou os espaços dos colchoneros e jogou no nervosismo e erro do rival. Casemiro fez um grande primeiro tempo, na proteção aos zagueiros e com uma rápida saída de bola. Kroos e Modric foram eficientes na armação das jogadas, com Benzema e Bale dando muitas opções de jogadas. Cristiano Ronaldo, que era dúvida por conta de uma lesão na perna direita, teve atuação discreta.

Esse nome deve causar calafrios na torcida do Atlético de Madrid. O zagueiro foi o autor do gol que empatou a decisão no último minuto em 2014 e levou para a prorrogação. Na sequencia, o Real goleou por 4 a 1. Neste sábado, mais uma vez provou ser artilheiro das finais de Liga. Após Kroos cobrar falta na área, Bale desviou de cabeça e Ramos, impedido, tocou na saída de Oblak para abrir o placar e fazer explodir em alegria a torcida merengue no San Siro e no mundo.

Se no primeiro tempo Siemone viu seu time ser completamente dominado, uma mudança no intervalo foi fundamental. O treinador colocou em campo Carrasco no lugar de Fernández. O time não só ganhou terreno, como dominou as ações e chegou ao empate com o belga que entrou no segundo tempo. Antes, porém, Griezmann perdeu um pênalti ao chutar no travessão. O fim da segunda etapa apresentou chances paras as duas equipes, mas com o Real Madrid mais desgastado e com três substituições feitas. A torcida dos colchoneros cresceu no San Siro!

Com todas as substituições feitas, jogadores esgotados e algumas peças fundamentais não rendendo o esperado, como Cristiano Ronaldo, o Real Madrid viveu momentos de drama no fim do segundo tempo e na prorrogação. Jogadores caídos no gramado, com dores, mancando, a situação estava feia. Sorte dos galácticos que o Atlético também sentiu o jogo e o cansaço, e não conseguiu arrancar forças para virar a partida. Nem mesmo após Simeone fazer duas substituições e colocar mais gás no time.

A disputa por pênaltis escancarou todo o nervosismo e qualidade das equipes. A maioria dos jogadores cobrou de forma perfeita, sem chances para Navas e Oblak. Mas Juanfran, lateral-direito do Atlético, mandou a bola na trave. Foi o segundo pênalti perdido pelo time na partida. E isso acabou sendo fatal. Cristiano Ronaldo, que não jogou bem, colocou a bola na marca da cal, correu, chutou e disparou em comemoração para mais um título europeu. Título de um time que trocou de técnico durante a temporada (Rafa Benítez saiu para a chegada de Zidane) e que mudou completamente o ritmo e intensidade de jogo. A 11ª taça vai para o museu do Santiago Bernabéu.

Globoesporte

==> Foto: Real Madrid C. F.

0 comentários:

Postar um comentário