CINE CURTA BRASIL APRESENTA FILMES EM HOMENAGEM ÀS MÃES NA CAIXA CULTURAL BRASÍLIA

No mês de maio o projeto Cine curta Brasil faz edição especial em homenagem às mães na CAIXA Cultural Brasília. No dia 10 (terça-feira), às 13h, serão exibidos dois curta-metragens com o tema Pertencimento – de onde viemos. As sessões gratuitas de cinema vão apresentar, até novembro, 27 filmes de diferentes gêneros cinematográficos e propostas estéticas, com as temáticas “pertencimento”, “empoderamento” e “mobilidade”.

O programa deste mês terá os filmes Ensaio sobre minha mãe, de Jocimar Dias Jr (RJ), e Ninguém nasce no Paraíso, de Alan Schvarsberg (DF/PE). O primeiro é uma obra pessoal, que se utiliza do cinema para reimaginar a vida e história da mãe do próprio diretor, de famílias e, consequentemente, dele mesmo. Na obra, Márcia Menezes é a mãe de Jocimar que, a cada cena, canta uma canção de fortes significados, músicas que parecem rasgar o corpo daquela mulher em busca de expressão. No segundo, o brasiliense Schvarsberg conta história das mulheres de Fernando de Noronha que, desde 2004, são obrigadas a ir a Recife no sétimo mês de gestação para ter seus filhos. No arquipélago não existem maternidades, e os partos na ilha estão proibidos.

Tendo como público-alvo trabalhadores das redondezas da CAIXA Cultural, universitários, professores, cinéfilos e interessados pela sétima arte, o Cine Curta Brasil tem patrocínio da CAIXA e do Governo Federal, e é produzido pela associação cultural Tantri Arte. A direção geral é da produtora de cinema Carina Bini, responsável por projetos como o Festival Internacional Cinema e Transcendência, e a curadoria de Ana Arruda, idealizadora e coordenadora do Curta Brasília, evento anual dedicado ao curta-metragem na cidade. 

Ficha técnica dos filmes

Ensaio sobre minha mãe (2014), ficção, 20 minutos, livre
Direção: Jocimar Dias Jr
Elenco Com Marcia Menezes, Cláudio Handrey, Bruno Paiva, Emanuelle Menezes, Callebe Menezes, Ana Cristina Menezes. Ficção, 20 minutos, livre
Sinopse: minha mãe e seus muros sonoros, prestes a desabar

Ninguém nasce no Paraíso (2015), documentário, 25 minutos, livre
Direção: Alan Schvarsberg
Elenco: Jerranilly Guedes, Marinalva Fonseca da Silva e Francinete de Jesus Santana
Sinopse: em Fernando de Noronha, espécies em extinção, como a tartaruga marinha, encontram políticas de preservação. Já a espécie humana encontra-se em extinção diante da proibição de nascimentos na ilha.


Serviço

Cine Curta Brasil – Pertencimento – de onde viemos (especial mês das mães)
Local:
Teatro da CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)

Dia: 10 de maio de 2016
Hora: terça-feira, às 13h
Classificação indicativa: verifique a classificação de cada filme na ficha técnica ou no site do projeto www.facebook.com/cineclubecurtabrasil
Duração: 60 minutos
Entrada gratuita limitada à lotação do teatro | Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário