135 anos de Lima Barreto relembra sua importância na luta social

Jornalista, romancista, cronista, contista e contemporâneo de Machado de Assis, Afonso Henriques de Lima Barreto, um dos mais importantes nomes da literatura brasileira, nasceu em 13 de maio de 1881, no Rio de Janeiro.

Grande nacionalista, lutou contra o preconceito racial e a discriminação social de sua época. Chegou a candidatar-se por duas vezes à Academia Brasileira de Letras. Como não obteve a vaga, recebeu uma menção honrosa.

Carregava em suas obras um tom de sátira e ironia. Entre as mais influentes, destacam-se Triste fim de Policarpo Quaresma, Recordações do escrivão Isaías CaminhaNuma e a ninfa e Clara dos Anjos (póstuma).


lima barreto
Porém, poucos são os estudos mais aprofundados sobre a produção de Lima Barreto. A pesquisa Lima Barreto e o destino da literatura (240 páginas, R$ 40,00), do inglês Robert John Oakley, professor de português e espanhol da Universidade de Birmingham, diferencia-se por ir além da análise das muitas obras do autor, entre narrativas longas, contos, sátiras e crônicas. Ao destrinchar a trajetória literária de Lima Barreto, Oakley baseia-se nos resultados da pesquisa sobre as pouco investigadas leituras do autor e revela que textos como O que é a arte?, de Tolstoi, Os heróis, de Thomas Carlyle, e autores como Herbert Spencer e Henry Maudsley, serviram muito para desenvolver sua concepção da prática da escrita e do papel da literatura. Neste livro, o leitor poderá ter acesso a uma visão mais ampla do pensamento barretiano.


O professor e o escrivão
A obra de Lima Barreto e a visão do escritor acerca da mulher e do negro; o amor, da perspectiva do personagem Riobaldo, de Guimarães Rosa; o livro Cadeiras proibidas, de Ignácio de Loyola Brandão, segundo um conceito literário surgido ainda na antiguidade; a letra da música “Feijão maravilha”, de Gonzaguinha, à luz do processo dialético da aprendizagem são alguns dos vários temas de que Carlos Erivany Fantinati se ocupa na obra O professor e o escrivão: estudos sobre a literatura brasileira e leitura (416 páginas, R$ 60,00), que sintetiza sua longa carreira acadêmica.

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário