Copa Petrobras abre treinos para desenvolvimento de pilotos

Visando atrair mais pilotos a competir em uma categoria de custo acessível, dentro de um grande evento, televisionada e com grande apelo junto a público e patrocinadores, a Copa Petrobras de Marcas incluiu uma novidade em seu regulamento para a temporada de 2016: a abertura de treinos para pilotos que não estão inscritos no campeonato.

A intenção é dar oportunidade a pilotos que nunca competiram na categoria a experimentarem o moderno carro da principal categoria multimarcas do automobilismo nacional: motor de 300 cavalos, pneus slicks, tração dianteira e o câmbio Xtrac de acionamento sequencial.

"Qualquer ação para atrair mais gente para a categoria é válida. O campeonato é muito legal, muito disputado, muito intenso. Estamos em uma época em que todo mundo está puxando o freio de mão, então um cartão de visita destes - uma experiência bem aproveitada com o carro do Marcas - seria muito eficiente e interessante para qualquer categoria. Concordo em gênero, número e grau com qualquer ação neste âmbito - há que se pensar em grupo, como categoria", opinou o piloto Vitor Meira, atual campeão da Copa Petrobras de Marcas, que em 2015 correu pela JLM-Honda.

Serão dois períodos de abertura durante a temporada 2016: a primeira expira em 25 de maio, e a segunda parte vai de 1º de julho a 25 de agosto. O regulamento determina que estes treinos sejam realizados em dias úteis (de segunda a sexta-feira).

"A mudança no regulamento vem justamente para preencher o que estava faltando. Nossos treinos de desenvolvimento só atendiam pilotos inscritos no campeonato. Agora abrimos a possibilidade para pilotos com menos experiência ter um contato com o carro, sentir suas reações, seu funcionamento e ter uma percepção de sua potência, além de conhecer de perto o ritmo de trabalho de uma equipe do Brasileiro de Marcas. Tudo isso é importante e pode pesar na decisão de um piloto ao definir em qual categoria participar", destacou José Avallone, consultor técnico da Vicar.

Basta o piloto procurar qualquer uma das equipes inscritas no campeonato. Esta, por sua vez, fará o pedido à Vicar, empresa promotora da categoria, a liberação. Os treinos terão acompanhamento da JL, empresa que constrói os carros da Copa Petrobras de Marcas.

"Liberar treino é fundamental para apresentar a categoria a novos pilotos, e através desse primeiro contato surgir o interesse para eles olharem mais para o Marcas e ver nela uma excelente opção para seguir carreira. É muito viável e é uma excelente opção para o piloto se profissionalizar", destaca Nonô Figueiredo, piloto e chefe da Onze Motorsports, equipe que compete com o Chevrolet Cruze.

"Sabemos o quanto é difícil para um piloto começar em uma categoria apenas uma semana antes da primeira etapa, e ele se comprometer com uma categoria antes mesmo de ter tido o primeiro contato com o carro. E essa nova regra vem justamente para isso: experimentar para ter maior segurança na tomada de decisão", apontou.

Para cada piloto haverá um limite de dois treinos e cada sessão não poderá exceder 250 quilômetros, com permissão para a compra de dois jogos de pneus para tal.

==> Foto: Fábio Davini / Vicar

0 comentários:

Postar um comentário