"Os Meninos Maluquinhos": uma homenagem ao Ziraldo e à infância

Há 40 anos surgia um garoto que usava panela na cabeça, tinha o olho maior que a barriga, fogo no rabo e vento nos pés. Diziam que ele era maluquinho, mas a verdade é que era apenas um menino feliz e especialmente comum. Um dos maiores clássicos da literatura infantil criado pelo escritor, desenhista, cartunista e jornalista Ziraldo, O Menino Maluquinho trouxe mais do que um garoto alegre e brincalhão, ele representa a infância das gerações que cresceram influenciadas por suas aventuras.

Não à toa, o clássico e o autor acabam de ganhar uma homenagem inédita e muito especial. Os Meninos Maluquinhos, lançamento da Editora Melhoramentos, traz oito contos de escritores da nova geração que uniram suas vivências e paixões na construção de diferentes personagens inspirados na obra de Ziraldo. São eles Fábio Yabu, Cristino Wapichana, Guga Mafra, Gustavo Reiz, Load Comics, Rafael Calça, Raphael Draccon e Vitor Cafaggi.

´´Hoje, o conceito de infância está muito mais aberto do que há 40 anos, isso nos permite falar de vários tipos de infância e de vários meninos maluquinhos. Tem um que nasce na quebrada, outro que foi conhecer uma aldeia indígena, um que é órfão, temos até um robô. No final, o que importa é que são todos meninos felizes e que, mesmo com as maluquices, se tornam homens bons no futuro``, afirma Fábio Yabu, responsável por organizar e ilustrar a obra.

Em seu conto, Yabu traz uma infância nostálgica que navega entre memórias, gibis e super-heróis. Com uma linguagem delicada e envolvente, a história acende lembranças e emoções da época em que os maluquinhos do bairro éramos nós. "Assim como eu, o Ziraldo ama o Capitão Marvel e brinca com essa paixão de forma sutil em suas obras. Quis fazer uma homenagem, uma carta de amor."

Ao buscar escritores para a coletânea de contos, Yabu quis abranger uma diversidade de vivências e públicos, como Load Comics, influenciador digital e criador de um dos maiores canais sobre HQs do YouTube brasileiro. Seu conto traz um menino que nasceu na periferia e acompanha o esforço diário dos pais para garantir o básico aos filhos: casa e comida. Ao observar as dificuldades da família, vemos que os sonhos e os heróis podem mudar de contexto e de composição, mas nunca deixam de existir.

No mesmo estilo nostálgico que Yabu, Vitor Cafaggi, um dos nomes mais importantes da indústria nacional de quadrinhos, conta a história de um menino que amava os sábados, pois era o dia da semana em que ele mais podia ser criança. Já Guga Mafra, apresentador do "GugaCast", um dos dez podcasts mais ouvidos no Brasil, traz à tona os clubinhos da infância e o desafio de aceitar a chegada de um irmãozinho.

O roteirista e ilustrador Rafael Calça fala sobre um menino órfão que acompanha os dilemas das crianças à espera de um lar e aprende que palavras são poderosas e podem curar feridas como em um passe de mágica. Gustavo Reiz, um dos autores mais jovens de telenovelas do País, traz em um poema as aventuras de um robô maluquinho "ultramegassuperconectado", com rodinhas nos pés, aplicativos na barriga e comandos de voz para acessar o mundo.

O Menino Dragão, que se aventurava entre desenhos japoneses e jogos de RPG, é o personagem criado por Raphael Draccon, um dos maiores escritores nacionais da nova geração. Mas nem todos os maluquinhos desta coletânea se aventuram pela cidade. Cristino Wapichana, autor de livros infantis e descendente da tribo Wapichana, traz um menino branco que conhece pela primeira vez uma tribo indígena e faz uma amizade muito especial.

Seja qual for a história, a vivência ou trajetória, para ser maluquinho basta ser feliz.

Ficha Técnica
Obra: Meninos Maluquinhos
Organizador e Ilustrador: Fábio Yabu
Número de páginas: 96
Altura: 23 cm
Largura: 15,5 cm
ISBN: 978-65-5539-297-5
Preço sugerido: R$ 45,00

Sobre a Editora Melhoramentos
A Melhoramentos é um grupo que atua em diferentes segmentos há mais de 130 anos, e se posiciona como agente de transformação no mundo, realizando, empreendendo e sendo protagonista do futuro em seus negócios. A editora Melhoramentos, fundada em 1915, assim como as demais empresas do grupo tem um legado que atravessa gerações. Acredita em seu papel de estimular mudanças e desafiar. Busca, através da cultura e do entretenimento, levar conhecimento, inspirar as pessoas, e provocar transformações.

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário