RESULTADOS FINAIS DO SBK BRASIL 2020

Na tarde deste domingo (20), Eric Granado manteve sua hegemonia que perdurou durante todo o ano de 2020, ao vencer no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, coroando o título de campeão. Pedro Sampaio terminou em segundo, confirmando a dobradinha da Honda Racing Brasil na atual temporada.
 
Danilo Lewis, que enfrentou dificuldades no início da corrida, perdendo algumas posições, se recuperou para terminar na terceira colocação, em uma exibição de gala. Inclusive, o piloto da Tecfil Racing Team correu com o motor emprestado por Bruno Corano, da BMW Motorrad Motorsport.
 
Além disso, o argentino Beto Auad, que terminou em sexto colocado no geral, mas em primeiro da Extreme, garantiu o título de sua categoria.
 
1º Eric Granado #51 - 19:32.839
2º Pedro Sampaio #28 - 20:06.117
3º Danilo Lewis #17 - 20:16.753
4º André Verissimo #9 - 20:29.142
5º Marcelo Skaf #177 - 20:30.777
 
Evo: 1º André Verissimo #9 - 20:29.142
Categoria Extreme: 1º Beto Auad #333 - 20:37.182

 
EVOLUTION
Durante a primeira prova deste domingo (20), pela 8ª etapa do SuperBike Brasil 2020, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, Osvaldo J.Filho"Duende" ultrapassou André Verissimo na reta da linha de chegada e venceu a última batalha da temporada. O piloto da Paulinho SuperBikes fez uma excelente corrida na manhã deste domingo (20), largando na nona colocação até chegar à liderança.
 
No entanto, próximo de cruzar a bandeira quadriculada, Verissimo se empolgou e acabou comemorando antes da hora, ficando em pé na moto. Com isso, o sempre atento Duende, da Duende Racing, aproveitou a chance para ultrapassar, garantindo a primeira colocação, com o tempo de 14:51.789. Marcelo Skaf, da Racer X, também foi outro piloto que se aproveitou da situação e terminou em segundo, com 14:51.922. André Verissimo ficou em terceiro, com 14:51.977.

1º Osvaldo J.Filho"Duende" #55 - 14:51.789
2º Marcelo Skaf #177 - 14:51.922
3º André Verissimo #9 - 14:51.977
4º Rafael Palmieri Rizada #8 - 14:53.826
5º Raphael Santos #65 - 15:00.785

Evo: 1º Marcelo Skaf #177 - 14:51.922 #
Light: 1º Rafael Palmieri Rizada #8 - 14:53.826
Master: 1º Alex Godoi #606 - 15:51.141


COPA PRO HONDA CBR 650R
Voltando de lesão, Rafael Rigueiro cravou o tempo de 15:34.866 para vencer a 8ª etapa do SuperBike Brasil, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia. Com a vitória deste domingo (20), o piloto da PRT garantiu também a vice-liderança da temporada 2020.
 
O segundo lugar ficou com João Vitor Carneiro, da Cajuru Racing, que completou as 10 voltas com 15:35.124. Gustavo Alves chegou na terceira colocação, fazendo 15:46.562.

1º Rafael Rigueiro #52 - 15:34.866
2º João Vitor Carneiro #14 - 15:35.124
3º Gustavo Alves #65 - 15:46.562
4º Richard Oliveira #777 - 15:56.172
5º Alexandre Colorado #27 - 16:06.773

Light: 1º Richard Oliveira #777 - 15:56.172
Master: 1º Alexandre Colorado #27 - 16:06.773


SUPERSPORT 600
Na última batalha deste domingo (20), Leonardo Tamburro ditou o ritmo da prova, liderando de ponta a ponta no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia. O atual campeão completou a corrida com XXX, para se despedir da categoria SuperSport 600 com chave de ouro. O piloto da Kawasaki Racing Brasil simplesmente venceu em todas as etapas.
 
A segunda posição ficou com Rubens Mesquita, da PRT, com 15:05.471, enquanto o terceiro colocado foi Diego Viveiros, que estreou este ano na categoria. O piloto da Dual Sports Performance terminou a prova com 15:19.603.

1º Léo Tamburro #53 - 14:56.140
2º Rubens Mesquita #11 - 15:05.471
3º Diego Viveiros #230 - 15:19.603
4º Franco Pandolfino #177 - 15:46.964
5º Paulo Foroni #19 - 15:47.575

Stock: 1º Rubens Mesquita #11 - 15:05.471
Master: 1º Paulo Foroni #19 - 15:47.575
2º Luiz Imparato #30 - 14:55.672
Extreme: 1º Franco Pandolfino #177 - 15:46.964
2º Douglas Russo #33 - 16:15.200


SuperBike / SuperSport Escola
O piloto Leandro Pardini, da Tecfil Racing Team, venceu a corrida no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, na tarde deste domingo (20). Desta forma, depois de cravar 15:41.138, Pardini se torna o campeão da temporada, pela categoria da SuperBike / SuperSport Escola.
 
Luis Armando Boechat, da Motonil Motors, terminou em segundo, completando a prova com 15:48.353. Em terceiro, seu xará e companheiro de equipe, Luis Roberto Zuliani, terminou fazendo 15:54.615.

1º Leandro Pardini #187 - 15:41.138
2º Luis Armando Boechat #8 - 15:48.353
3º Luis Roberto Zuliani #67 - 15:54.615
4º Felipe Bittencourt #13 - 15:57.903
5º Marcelo Augusto Oliveira #91 - 16:03.302
 
SBK EST: 1º Luis Roberto Zuliani #67 - 15:54.615
2º Felipe Bittencourt #13 - 15:57.903
SS EST: 1º Paulo Joe King #4 - 16:37.686
Categoria SS EST: 1º Pedro Kamikaze #26 - 1:36.043


SUPERSPORT 400
A categoria SuperSport 400 proporcionou fortes emoções no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, na tarde deste domingo (20). Facundo Llambias, da RXP/TRH Racing, foi o grande vencedor, cravando o tempo de 19:30.350, pela 8ª etapa do SuperBike Brasil 2020.
 
A segunda colocação ficou com o piloto da Paulinho SBK, Felipe Gonçalves, que completou a prova com 19:32.449. Em terceiro vem Kioman Muñoz, também da Paulinho SBK, com 19:33.611. Além disso, faltando quatro voltas para o final, Lincoln Melo, da Tecfil Racing Team, que brigava com o quarteto da frente, acabou caindo. Ainda assim, o piloto terminou a corrida na sétima colocação, mesmo tendo que trocar as marchas de sua moto com a mão.

1º Facundo Llambias #94 - 19:30.350
2º Felipe Gonçalves #30 - 19:32.449
3º Kioman Muñoz #9 - 19:33.611
4º Arthur Costa #99 - 19:46.620
5º Mariano Villalobos #71 - 19:53.107


HONDA JUNIOR CUP
Em corrida muito equilibrada pela categoria Honda Junior Cup, Cauã Buzo e Foguetinho travavam uma batalha particular na última volta pela disputa da liderança, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, neste domingo (20). No entanto, na última reta, os dois pilotos acabaram se encostando, Guilherme Foguetinho foi ao chão e Cauã Buzo desclassificado.
 
Com isso, Murilo Gomes Silva venceu a corrida, terminando com 17:44.836. O segundo lugar ficou com Heitor Ourinho, que fez 17:44.908, e o terceiro com Mateo Bongiovanni Escobar, com o tempo de 17:45.204. Mesmo com a queda, Foguetinho foi o grande campeão da competição, terminando a prova na quinta colocação. João Teixeira, que também estava na disputa do título de 2020, vinha liderando bem, mas acabou caindo faltando cinco voltas para o final.

1º Murilo Gomes Silva #42 - 17:44.836
2º Heitor Ourinho #78 - 17:44.908
3º Mateo Bongiovanni Escobar #28 - 17:45.204
4º Giovana Brasil #621 - 17:45.520
5º Guilherme Foguetinho #27 - 18:02.943

==> Foto: Pablo Duarte / SuperBike Brasil

0 comentários:

Postar um comentário