Declaração Universal dos Direitos Humanos adaptada para crianças

A Declaração Universal dos Direitos Humanos, firmada pela Organização das Nações Unidas (ONU) logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, completou 70 anos dia 10 de dezembro. E para celebrar a data, as editoras Moderna e Salamandra apresentam a Declaração Universal dos Direitos Humanos com a adaptação de Ruth Rocha e Otávio Roth para crianças. O livro, que está em sua 11ª edição, é uma versão do documento original adotado pela ONU em 1948.

A obra apresenta de maneira simples e dinâmica os trinta artigos da norma por meio de um texto conciso de Ruth e as ilustrações de Roth. Segundo a escritora, Ruth Rocha, seu público-alvo são os jovens, aqueles que "conservam a pureza antiga e sagrada do assombro e da indignação" e que "formarão o grande concerto da solidariedade contra as injustiças e a balbúrdia humana".

O livro explica ao leitor como as pessoas decidiram criar o documento, um resumo dos direitos que todos os seres humanos têm e que devem ser respeitados por todos os povos. A autora menciona que a criação do acordo foi realizada por pessoas vindas de "países ricos e pobres, de reinados e de repúblicas, que falavam muitas línguas e acreditavam em diferentes deuses, e que tinham acabado de sair de uma guerra, que tiveram suas cidades destruídas, como um número enorme de famílias mortas".

Segundo Ruth Rocha, "as pessoas que ali estavam reunidas tinham sido muito maltratadas e mortas por sua crença, raça e de suas opiniões políticas". E então "o documento nasceu do desejo dessas pessoas de que nunca mais houvesse uma guerra, de que ninguém mais fosse maltratado".

De acordo com os autores, o objetivo é que estes conceitos sejam mais divulgados e, consequentemente, cada vez mais conhecidos, respeitados e obedecidos. Declaração Universal dos Direitos Humanos – adaptação de Ruth Rocha e Otávio Roth – já foi traduzido em diversos idiomas e utilizado para difundir os direitos fundamentais para crianças de todas as idades.

Sobre a autora
Ruth Rocha, nascida em São Paulo, em 1931, foi orientadora educacional e editora. Começou a escrever artigos sobre educação para a revista Cláudia, em 1967. Em 1969 começou a escrever histórias infantis para a revista Recreio. Em 1976 teve seu primeiro livro editado. De lá para cá publicou mais de cem livros no Brasil e vinte no exterior, em dezenove diferentes idiomas.

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário