“Diversões”, o disco de versão da banda brasiliense Passo Largo

Versões não é exatamente uma novidade na vida da banda Passo Largo. Na verdade, a ideia de fazer um disco dedicado a elas nasceu justamente porque eles sempre fizeram algumas delas nos vários shows que já tocaram por aí. A banda apresenta seu terceiro álbum “Diversões” e inicia sua turnê em Brasília com show no dia 5 de janeiro, dentro do projeto Samba Urgente, no Canteiro Central do Setor Comercial Sul, a partir das 21h. A entrada é gratuita e terá ainda a participação de Toninho Geraes.

“Isso de fazer versões instrumentais de músicas que gostamos já é algo que fazemos desde o início da banda. É algo que fizemos como uma curtição pra gente e que dá muito certo no palco. Inclusive temos algumas lembranças memoráveis de o público cantar as músicas, o que nos surpreende”, conta a banda.
Escolher as dez músicas que fazem parte do álbum não foi tarefa fácil segundo o power trio formado por Marcus Moraes (guitarra), Vavá Afiouni (baixo) e Thiago Cunha (bateria), que inclusive contam que deixaram muitas canções de fora. Estão lá músicas muito conhecidas do grande público e que mostram a diversidade da própria banda, como “Respeita Januário”, de Luiz Gonzaga; “Como Nossos Pais”, de Belchior e famosa na voz de Elis Regina; “Quase Sem Querer”, da Legião Urbana; “Take On Me”, do A-Ha, que virou um medley em união com “Sultans of Swing”, do Dire Straits. Outra música que ganhou um medley foi “Thriller” que se uniu a “Smooth Criminal”, ambas de Michael Jackson. Além de “Locked Out Of Heaven”, do Bruno Mars e “Lamento Sertanejo”, de Gilberto Gil. Confira a lista completa no final do texto.
A banda de rock instrumental trouxe peso para as versões, que podem ir para uma pegada mais blues, rock, mas sem deixar o balanço de lado, caso claro de “Respeita Januário” e “Trilhos Urbanos” de Caetano Veloso, que “ficou mais Black Sabbath”. Na verdade, uma das preocupações do grupo é sempre se adequar a plateia.
“Direcionamos o repertório dos shows de acordo com o público, por exemplo, pros shows que já fizemos no Clube do Choro inserimos versões de compositores como Kachimbinho e Banden Powell, pra shows no Porão do Rock versões de Black Sabbath, etc. Basta ouvir nossos discos que dá pra ver que isso é bem viável, já que temos músicas bem pesadas e outras mais relax. Algo que comprova a versatilidade da banda”, conta os artistas.
O nome do álbum também mostra outra característica do power trio, o bom humor. 
“Tivemos várias ideias pro nome do disco, isso já há um tempo, pois há alguns anos que conversávamos sobre registrar algumas das versões que vínhamos fazendo, até porque gostamos muito de várias delas. E nisso De Versões, Desbocado, Inversões, foram ideias que tivemos. No fim ficamos com o mais simples, e mais legal! Até porque nosso jeito de tocar e de encarar a música é algo que temos como algo divertido, curtimos fazer este som. E com isso o nome diz muito sobre a banda. E no caso do disco diz mais ainda! Já que é um disco de versões”, explicam o processo.
O Passo Largo segue em turnê tocando em Brasília no dia 25 de janeiro, na Cervejaria Criolina e contará com participações especiais. A banda passará por Goiânia, Anápolis, Uberlândia, Belo Horizonte e São Paulo, com datas a serem confirmadas. A turnê conta com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura - FAC/DF.
O álbum “Diversões” está disponível em todas as plataformas digitais e você pode ouvir no Spotify, Deezer e Apple Music.
Mais sobre o Passo Largo 
Passo Largo é um power trio de rock instrumental formado em 2011 por Marcus Moraes (guitarra), Vavá Afiouni (baixo) e Thiago Cunha (bateria).  A banda tem três álbuns lançados: “Diversões” (2018), “Férias em Nibiru” (2016) e “Passo Largo” (2012).  Durante todos esses anos de carreira, o grupo marcou participação em importantes festivais e eventos em todo o país, tais como os festivais: Porão do Rock (DF), Clipes & Bandas (SP), Universo Paralello (BA), Goiânia Noise (GO), Festival Timbre (MG), Eu Faço Cultura (SC, MG, ES, SP), Feira da Música de Fortaleza (CE), Grito do Rock (PB), Satélite 061 (DF), Instrumenta Brasília (DF) e ainda passou pelo Carnaval de Olinda (PE). Com a turnê o grupo quer tocar Brasil afora levando toda a bagagem de uma das bandas mais representativas da música do DF hoje.
Faixa a Faixa 
1.       “Locked Out Of Heaven”, do Bruno Mars 
2.       “Respeita Januário”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira 
3.       “Money” - “Sheep”, Pink Floyd 
4.       “Como Nossos Pais”, de Belchior 
5.       “Bala com Bala”, de João Bosco e Aldir Blank 
6.       “Thriller” - “Smooth Criminal”, de Michael Jackson 
7.        “Lamento Sertanejo”, de Gilberto Gil e Dominguinhos 
8.       “Quase Sem Querer”, da Legião Urbana 
9.       “Trilhos Urbanos”, de Caetano Veloso 
10.   “Take On Me”, do A-Há e “Sultans of Swing”, do Dire Straits


SERVIÇO:

Samba Urgente com Passo Largo e Toninho Geraes
Data: 5 de janeiro de 2019 (sábado)
Horário: 21h
Local: Canteiro Central (Setor Comercial Sul Qd 3 Bl. A – CEP: 703303-912)
Entrada franca
Livre para todos os públicos. Menores de 18 anos apenas acompanhados dos pais 

==> Foto: Thais Mallon / Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário