Espetáculo de dança reconta história de Brasília nos palcos da Funarte

Após sucesso na primeira temporada realizada na cidade de Taguatinga, em junho de 2018, a Street Jam Cia. de Dança traz para o Plano Piloto o espetáculo Candangus – Dança e Concreto. A produção apresenta uma homenagem à capital do país, cujo conjunto urbanístico modernista é Patrimônio Cultural da Humanidade. Candangus – Dança e Concreto estará em cartaz nos dias 19, 20 e 21 de outubro, respectivamente sexta, sábado e domingo, sempre às 19h, na Sala Plínio Marcos do Complexo Cultural Funarte (Eixo Monumental). A entrada é gratuita mediante 1 Kg de alimento. Classificação livre.

Com direção e coreografia de Giovanni Carvalho, a obra conta a história da capital brasileira por meio da dança e da música. O nome Candangus – Dança e Concreto faz uma relação entre o nome científico em latim da borboleta Ouleus Fridericus Candangus, endêmica do bioma cerrado, e o nome dos trabalhadores anônimos que construíram Brasília, os candangos. Os protagonistas do espetáculo interpretam por meio do Hip Hop, os candangos, que foram os verdadeiros guerreiros que vieram de todos os estados para erguer a nova capital. O Hip Hop sai das ruas para gritar às luzes da ribalta.

As coreografias são marcantes e mostram a construção de Brasília e seu entorno, fazem referência a Juscelino Kubitschek e aos monumentos esplêndidos da capital federal. O espetáculo também explora as outras regiões administrativas, apelidadas de “cidades satélites”, ressaltando o Hip Hop, que saiu das periferias para os grandes centros urbanos.

Não fica de fora do espetáculo a Missão Cruls,que foi liderada por Louis Ferdinand Cruls, que partiu do Rio de Janeiro com a finalidade de demarcar a área do futuro Distrito Federal em 1892,e a lenda do sonho profético de Dom Bosco vislumbrando os paralelos onde Brasília estaria localizada.

“Seguindo o plano urbanístico de Lúcio Costa,com a arquitetura de Oscar Niemeyer e a partir da vontade do presidente Juscelino Kubitschek de trazer para o centro do país a nova capital do Brasil, Brasília começou a ser construída e seus lindos monumentos são ilustrados abrilhantando o nosso cenário”, comenta o diretor Giovanni Carvalho, que fez questão de destacar todos estes elementos em cena.

“Contamos a história dos candangos tal como ela é. Eles foram deslocados para regiões afastadas do centro. Foi aí que criou-se a Campanha de Erradicação de Invasões (CEI). Era o início de Ceilândia que, mais tarde, se tornaria um dos mais importantes símbolos brasileiros da cultura Hip Hop no Brasil. E essa é nossa fonte inesgotável de inspiração”, ressalta Giovanni.

O espetáculo contará com a participação especial do cantor MC Hadda, além de recursos audiovisuais e ação de acessibilidade, como intérprete de libras. Candangus – Dança e Concreto tem o patrocínio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal com recursos oriundos do FAC - Fundo de Apoio à Cultura.

Sobre a Street Jam cia. De Dança
A Street Jam Cia. de Dança foi criada e idealizada por Giovanni Carvalho no ano de 1999, sendo uma das maiores responsáveis pela difusão do Hip Hop no DF. Além de atuar em todo o Distrito Federal, a companhia já realizou apresentações em várias outras cidades, como Araxá (MG), Luziânia (GO), Goiânia (GO), Santos (SP), Cachoeira Paulista (SP) e Rio de Janeiro (RJ) - onde se apresentou no Canecão, em 2003 - e em Buenos Aires (Argentina), em 2012.

Em Brasília, se apresentou em uma das maiores salas de show da época, o Americel Hall, em dezembro de 2003, com transmissão nacional. Em 2008, a cia. esgotou os ingressos da sala Martins Penna do Teatro Nacional com seu primeiro espetáculo: Täglich. Já em 2009 e 2010, o sucesso foi com a montagem Década.

A companhia desenvolve projetos de ações filantrópicas que atuam em vários âmbitos e faixas etárias, tais como aulas beneficentes, apresentações em hospitais e escolas públicas. Além disso, a Cia realiza o projeto Hip Hop Beneficente, arrecadando alimentos para instituições carentes.

Destaca-se, ainda, pelo desempenho em competições e mostras de dança, o que fez com que se tornasse referência na estética Hip Hop. Em 2013, idealizou o projeto Polos de Hip Hop Jam, com aulas gratuitas no Plano Piloto, Guará e Sobradinho.

A Cia passou por uma temporada de estudos em São Diego (EUA), Nova Iorque (EUA) e Europa. Em 2017, ganhou o Prêmio Hip Hop da Secretária de Cultura do Distrito Federal e em breve irá ministrar aulas de Hip Hop no Centro De Dança do Distrito Federal em um projeto de ocupação.

Sobre Giovanni Carvalho
Professor e dançarino, começou seus estudos em danças urbanas no ano de 1993. Em 1999, formou a Street Jam Cia. de Dança, sendo o Diretor/Coreógrafo de apresentações e espetáculos da companhia. Como diretor e coreógrafo da Street Jam Cia de Dança: em 2008, compôs o espetáculo Täglich. Já em 2009 e 2010 , realizou o espetáculo Década, apresentado no Teatro Nacional Cláudio Santoro na Sala Martins Penna, atingindo a lotação do teatro pelos três anos consecutivos. Ministrou aulas na Europa, Espanha (Madrid e Barcelona) , Portugal (Aveiro) e Estados Unidos (Washington-DC) .Giovanni Carvalho foi responsável pela formação de vários dançarinos e professores de Hip Hop na cidade. Atualmente, ministra aulas de dança na academia Lá na Dança, além de outros colégios, academias, congressos e workshops.


SERVIÇO:

Candangus – Dança e Concreto
Dias 19, 20 e 21 de outubro (sexta, sábado e domingo)
Local: Teatro Plínio Marcos do Complexo Cultural Funarte (Eixo Monumental)
Horário: 19h
Entrada franca mediante 1 kg de alimento não perecível
Informações: 2099-3080
Classificação livre

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário