Historiadores homenageiam Emília Viotti da Costa e sua cosmovisão

De uma conversa entre Zilda Iokoi e Emília Viotti da Costa a respeito das manifestações que sacudiram o Brasil em 2013 e 2015 brotou a preocupação, levantada por Viotti, que as escolhas feitas por cidadãos de um país estão ligadas diretamente à concepção de mundo da qual se dispõe. A partir daí, para entender como esse processo de seleção se dá, nasceu o livro A escrita do historiador: cosmovisões em conflitos, organizado pela historiadora Zilda Márcia Grícoli Iokoi e lançado pela Editora Unesp. A reunião de artigos presta uma homenagem à professora Emília Viotti da Costa, que, falecida em 2017, não pôde ver o trabalho concluído.

“Para ela [Emília], as questões eram mais amplas e resultado de desigualdades mais profundas, de resquícios coloniais que esses jovens ainda não haviam enxergado”, anota Iokoi. E é aí que reside o conceito de cosmovisão, pouco utilizado nos processos analíticos por parte de historiadores e demais pesquisadores de humanidades, mas ferramenta fundamental que norteou a ampla produção acadêmica de Emília Viotti e, consequentemente, os temas abordados neste livro.

Nas palavras dessa que foi uma das maiores (senão a maior) historiadora brasileira, o projeto objetiva “mostrar aos jovens como, por meio da escrita da história, poder-se-ia iniciar um programa de esclarecimento das razões de nossos caminhos quase sempre interrompidos por golpes e retrocessos. Abrir os debates sobre as cosmovisões que impedem ou justificam as escolhas dos sujeitos nos momentos decisivos.”

O livro parte da análise de Zilda Iokoi sobre Coroas de glória, lágrimas de sangue, obra de Emília Viotti da Costa. Além do livro dela, textos de historiadores como E. P. Thompson, Nicolau Sevcenko, Aby Warburg, Tzvetan Todorov, Peter Burke e Chalmers Johnson são igualmente examinados, permitindo observar as múltiplas possibilidades de compreensão dos conflitos sociais e políticos decorrentes de cosmovisões cujas particularidades podem nos aproximar ou nos distanciar.

Sobre a organizadora – Zilda Márcia Grícoli Iokoi é professora titular do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Sua pesquisa, na área de História dos Movimentos e das Relações Sociais, tem como temas principais educação, lutas camponesas, políticas públicas, imigração contemporânea, humanidades, direitos e outras legitimidades. Atualmente coordena o Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos e o Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades.

Título: A escrita do historiador: cosmovisões em conflitos
Organizadora: Zilda Márcia Grícoli Iokoi
Número de páginas: 231
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 42,00
ISBN: 978-85-393-0733-3

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário