PROGRAMAÇÃO CCBB BRASÍLIA AGOSTO – 2018

A África contemporânea de um jeito que você nunca viu. A nova exposição “Ex-África” entra em cartaz no CCBB Brasília em 7 de agosto e fica até 21 de outubro; Trata-se da maior mostra de arte contemporânea africana realizada no Brasil e reúne mais de 90 obras dos principais nomes das artes visuais do continente. Além disso, o mês de agosto no CCBB Brasília também contará com Homenagem ao Dia Internacional do Rock no evento “Todos os sons” que vem trazendo importantes nomes desse estilo musical marcante, como Paralamas do Sucesso, Plebe Rude e Detrito Federal. O premiado “Musical Mamonas” também marcará presença na programação, retratando de forma divertida a história da banda.


EXPOSIÇÃO

Ex-África
A África contemporânea será destaque no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília. Sucesso de público em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, a mostra chegará no dia 7 de agosto à capital federal trazendo mais de 90 obras que revelam a história e o atual momento de um continente que, ao mesmo tempo em que tenta se reconstruir da ferida causada por séculos de tráfico negreiro e de colonização, volta a expandir as suas cores e cultura para outras fronteiras.

A exposição possui entrada gratuita e nela serão apresentadas esculturas, fotografias, instalações, performances, pinturas e vídeos assinados por 20 artistas, incluindo o artista plástico brasiliense Dalton de Paula, que explora a temática da herança africana na cultura brasileira.
Serviço:
7 de agosto a 21 de outubro
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 19h
Entrada gratuita, mediante retirada de bilhete na bilheteria ou no site da Eventim
Classificação indicativa: livre


Museu Banco do Brasil – Acervos do Brasil
Além de mostrar a história do Banco, o Museu BB possui obras de artes de diferentes épocas do país. Nele, o visitante é surpreendido com a reunião de quadros, esculturas e também itens que fazem parte da história da economia brasileira.

Fazem parte do acervo obras de Tomie Ohtake, Di Cavalcanti, Djanira, Rubem Valentim, Burle Marx e Athos Bulcão, além de uniformes autografados por atletas de vôlei, handebol, iatismo e automobilismo.
Serviço:
Exposição permanente
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília – Primeiro andar
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 19h
Entrada gratuita
Classificação indicativa: livre


MÚSICA

Todos os Sons
Em sua 10ª edição, o evento “Todos os Sons” chega ao CCBB Brasília no dia 04 de agosto para comemorar o Dia Internacional do Rock. Ocupando todo o gramado central do Centro Cultural, o evento trará uma mescla de atrações de âmbito local e nacional, uma grande homenagem ao estilo musical que revolucionou a história da música. A 2ª edição do evento no CCBB terá discotecagem comandada pelas cantoras Gaivotas e Maria Sabina e para dar continuidade ao show, as bandas Plebe Rude, Paralamas do Sucesso e outras também marcarão presença.
Serviço:
Local: Área Externa
Data: sábado, 04 de agosto
Horário: a partir das 16h
Classificação Indicativa: Livre
Duração do Espetáculo: 08 horas
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)
Pré-venda exclusiva para clientes BB de 18 a 22/07 com 50% de desconto.
Abertura para o público em geral dia 23/07


Musical Mamonas
O Musical Mamonas é sucesso por onde passa. Após se apresentar em mais de trinta cidades pelo país, conquistar diversos prêmios, entre eles o de melhor espetáculo pelo “Guia da Folha”, o musical que retrata de forma divertida a história dos “Mamonas Assassinas” retorna a Brasília para uma apresentação gratuita, a céu aberto no CCBB. Além da apresentação haverá espaço para food trucks, “Espaço BB Seguros” com DJ de música brasileira e duas mil cadeiras em formato plateia. A apresentação gratuita do espetáculo é um oferecimento da BB Seguros à Brasília, uma excelente e única oportunidade para os fãs de Brasília relembrarem os grandes sucessos dos Mamonas Assassinas e se divertirem com as histórias retratadas
Serviço:
Centro Cultural Banco do Brasil
Gratuito - com retirada antecipada de ingressos
Data: 11/08
Horário da apresentação: 19hs
Início do evento: 17hs
Duração: 110 minutos
Classificação indicativa: livre


CINEMA

No Rastro do Crime
A retrospectiva exibirá uma seleção de 24 longas-metragens do gênero policial realizados no Brasil entre 1940 e 2000. No período de 3 semanas, no CCBB - DF, acompanharemos a trajetória peculiar deste gênero de maior sucesso comercial no país, procurando investigar por quê a criminalidade, a polícia e o medo são dos temas de maior interesse do público. Além da exibição de filmes, será realizada uma masterclass e será disponibilizado um catálogo digital.

Entrada franca, mediante retirada de senha 1 hora antes do início da sessão. Confira a programação completa na programação ou no site bb.com.br/cultura.
Serviço:
No Rastro do Crime: O cinema policial brasileiro
21 de agosto a 6 de setembro
Terça a domingo


Anima Mundi
Chegou a vez do público do Distrito Federal conferir o melhor da programação do Festival Internacional de Animação do Brasil, que traz uma seleção de filmes nacionais e internacionais. A Mostra do Anima Mundi em Brasília acontece de 8 a 12 de agosto e a grade inclui filmes de autores consagrados e com diferentes técnicas de animação. As sessões incluem filmes de diferentes categorias como: infantis, curtas, panorama, portifólio, panorama, animação em curso e panorama documental.
Serviço:
Anima Mundi
8 a 12 de agosto
Quarta a domingo
Cinema e Teatro 1
Ingressos: R$ 10,00 (Inteira) e R$ 5,00 (Meia)


Festival BB DTVM
Desde 1996 atuando como incentivadora do cinema nacional, a BB DTVM já investiu em mais de 100 produções dos mais variados gêneros, cuja seleção apresenta agora ao público nessa mostra, oferecendo diversão e cultura para todas as idades. Para celebrar esse investimento, o CCBB realiza o II Festival de Cinema BB DTVM com exibição de 10 filmes e realização de 3 sessões ao ar livre acompanhadas de shows musicais imperdíveis.

Entrada franca, mediante retirada de senha 1 hora antes do início da sessão. Confira a programação completa na programação ou no site bb.com.br/cultura.
Serviço:
Festival de Cinema BB DTVM
14 a 19 de agosto
Terça a domingo
Ingressos: Gratuito


Monstros no Cinema
A mostra “Monstros no Cinema” faz um apanhado dos filmes de monstros que tanto aterrorizam e encantam o público no mundo inteiro. Essa retrospectiva reúne os principais títulos já produzidos, entre vários estilos, períodos, nacionalidades, incluindo até filmes realizados no Brasil. Indo do clássico O GOLEM, passando por DRÁCULA, FRANKENSTEIN, GODZILLA, ALIEN, O VINGADOR TÓXICO, GREMLINS, MAR NEGRO até o mais recente vencedor do Oscar, A FORMA DA ÁGUA.

Confira a programação completa no site: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/distrito-federal/
Serviço:
Até o dia 07 de agosto
Entrada franca
Verifique a classificação indicativa de cada filme na programação


TEATRO

Cena Contemporânea
Com uma programação forte e repleta de discussões essenciais ao momento social e político do país, O Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília chega a sua 19ª edição trazendo à tona duas campanhas que prometem provocar o público da cidade e espetáculos que colocam em cheque temas pungentes e de grande pertinência, tais como a violência, o preconceito, a desigualdade e o fanatismo religioso, sempre de forma inventiva e brilhante. Durante os 13 dias de festival, o CCBB será palco para alguns dos espetáculos do Cena Contemporânea, incluindo sua abertura, com a peça Instabilidade Perpétua (Soraya Ravenle – RJ).
Serviço:
Cena Contemporânea 2018
Quando: de 21 de agosto a 2 de setembro
Espetáculos Teatro I – CCBB Brasília
21 e 22/08 – 21h – Instabilidade Perpétua
23/08 – 21h – Sonho de Uma Noite de Verão
25 e 26/08 – 21h – Tom na Fazenda
29 e 30/08 – 21h – A Bergman Affair
31/08 – 21h – Encerramento do Amor
01 e 02/09 – 21h – Tijuana


Circo Grock
A tradição circense, que viaja por várias cidades e encanta crianças e adultos, está no coração do Circo Grock Internacional. Após uma jornada pelo país, o circo aterrissa em Brasília para uma temporada no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) até o dia 02 de setembro.

Em cartaz o projeto "Gargalhando nas Férias com o Circo Grock" que ocupa a área externa do CCBB com apresentações do espetáculo "Gargalhadas Tradicionais". No picadeiro uma fusão de comicidade, equilíbrio, magia e malabarismo reafirmam o poder que o Circo tem de unir um público de todas as idades em gargalhadas uníssonas.

A tradição e a poesia circense se aliam à teatralidade moderna em um doce espetáculo com palhaços, malabaristas, monociclo, magia e um apresentador que é um show à parte. Espaguete (Nil Moura) e Ferrugem (Gena Leão) são os mestres de cerimônia que conduzem as atrações com desenvoltura e interação fluida com a plateia.
Serviço:
Local: Área externa do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)
Datas: De 07 de julho a 02 de setembro de 2018
Agosto: Quintas e sextas - sessões às 19:00
Sábados e Domingos - sessões às 17:00, 19:00 e 21:00
(Exceto nos dias 04 e 11 de agosto)
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)
Sessões gratuitas no Dia dos Pais (12 de agosto)
Classificação indicativa: Livre.
Duração: 80 minutos
Bilheteria do CCBB: De terça a domingo, das 09:00 às 21:00.


PROGRAMA CCBB EDUCATIVO - ARTE E EDUCAÇÃO
Desenvolve ações que estimulam experiência, criação, investigação e reflexão através de processos pedagógicos, artísticos e curatoriais. Essas partilhas acontecem por meio de trocas culturais e metodologias de educação que garantem acesso amplo e inclusivo ao patrimônio e sua diversidade.

A programação dialoga com as exposições e demais agendas dos Centros Culturais Banco do Brasil. Destina-se a todos os públicos com ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, artistas, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte e da cultura e interessados.


VISITAS EDUCATIVAS AGENDADAS
Os educadores realizam visitas agendadas, inclusivas, com grupos escolares e não escolares, visando criar um espaço de diálogos e trocas de experiências e saberes aliado às práticas artísticas, culturais e sociais, abordadas pelas exposições e demais programações do CCBB. As visitas são oferecidas nas manhãs, tardes e noites, para acolher os estudantes na sua diversidade de realidades e contextos educacionais. Ter, Qua, Qui, Sex

No momento do agendamento é possível escolher entre opções de visitas com atelier, visita à exposição ou visita patrimonial. Às quintas, às 14h30 há um horário disponível para a visita em Libras, exclusivo para grupos agendados.
Duração: 1h30
E-mail para agendamento: agendamentodf@ccbbeducativo.com


VISITAS MEDIADAS
Nesta visita os educadores se juntam ao público, para dialogar, compartilhar e trocar olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas, contextos e trajetórias dos artistas que participam da exposição Ex Africa. Até 20 pessoas. Não necessita agendamento. O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita.

Terça a sexta, de 11 às 12 horas e de 18 às 19 horas
Sábado, de 12 às 13 horas e de 18 às 19 horas
Domingo, de 12 às 13 horas e de 16 às 17 horas


LUGAR DE CRIAÇÃO EM LIBRAS
O Lugar de Criação em Libras é um convite para você praticar a empatia, sair da zona de conforto e descobrir uma outra maneira de comunicar, ouvir com os olhos e falar com as mãos! Nesta atividade são propostas formas de aprender a Língua Brasileira de Sinais através de jogos, imagens, histórias e do exercício da criatividade. Sábados às 16 horas.


VISITAS MEDIADAS EM LIBRAS
Seguindo os mesmos princípios da visita mediada, a visita em Libras acolhe pessoas surdas e/ou com deficiência auditiva, numa experiência compartilhada com os educadores, da exposição Ex Africa. São realizadas duas vezes por semana, com dias e horários pré-definidos por cada CCBB, sem necessidade de agendamento.

Até 20 pessoas. Não necessita agendamento. O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita. Terças às 19 horas e sábados às 15 horas.


Semana do Educador – Ex Africa
Queremos que os professores sejam os primeiros a visitar nossas exposições! Por isso oferecemos visitas exclusivas para professores, coordenadores pedagógicos e demais integrantes da comunidade escolar, logo na primeira semana após a abertura de cada mostra. Visitas com duração de até 2h. 30 vagas por dia. Dias 07/07 – 18h30 às 20h30h; 08/07 - 10h30 às 12h30; 09/07 - 14h às 16h; Com intérprete de Libras – 10/07 - 14h às 16h


Fotolata: Prática de fotografia Pinhole
No mês da Fotografia e para comemorar o dia dos pais numa atividade mágica, convidamos a todos os pais, filhos e filhas a realizarem uma oficina de fotografia analógica utilizando latinhas para captar suas imagens. Pinhole é todo tipo de fotografia realizada sem o uso de instrumentos óticos (lentes), que são substituídas por um simples buraco de agulha na lata. Aqui os participantes utilizam uma lata e papel fotográfico preto e branco para, com auxílio do monitor, capturar as primeiras imagens. Dentro do trailer, a imagem latente se revela sob a luz vermelha à medida que passa pelos banhos químicos.


COM A PALAVRA...
Visitas para o público espontâneo, realizadas por especialistas ou profissionais referências em temas diversos. Aborda a exposição Ex Africa a partir de outros campos, olhares, modos de conhecer e de se relacionar com a arte. Duração: 1h | Capacidade para até 30 pessoas. Sábado 18 de agosto - 17h


LABORATÓRIO DE CRÍTICA
Laboratório de crítica e reflexão sobre arte, incluindo a esfera do jornalismo cultural, memória e patrimônio, a partir das exposições e das programações de mais destaque. Visa inaugurar no CCBB uma plataforma de diálogo com estudantes de arte, jornalismo, curadoria e história.
 Proposição prática que deverá ser conduzida por um profissional com experiência e conhecimento nas áreas de comunicação e artes visuais. Terça 14 de agosto - 16h às 20h. Processo de seleção por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com

Sinopse desta edição: Desde o caso Queermuseu, a ideia de que a indiferença ou desinteresse dos públicos, relativamente à arte moderna ou contemporânea, decorrem de um problema de incompreensão a ser reparado foi significativamente questionada. Ocorre que diferentes públicos, baseando-se em valores quase sempre alheios aos pressupostos e debates do mundo da arte, têm se manifestado contrariamente à realização de determinadas exposições e trabalhos de arte, com uma veemência e repercussão inauditas. Qual deve ser então o papel da crítica, da mediação e das instituições culturais diante dessas rejeições? Neste laboratório, vamos recorrer à metodologia proposta por Nathalie Heinich para uma sociologia dos valores, qual seja, a de “um bom uso da neutralidade”, para discutir uma reformulação das atribuições e maneiras de fazer daquelas instâncias; uma que leve em conta seus aspectos investigativo, documentário, pós-crítico e propriamente político.


CURSO TRANSVERSALIDADES (LIBRAS)
Curso para professores e educadores, que aborda temas transversais aos campos da educação e da arte, conectando as questões presentes nas exposições, às urgências e reflexões cotidianas. Tem entre seus temas as práticas artísticas e sociais, a memória, a produção de subjetividades, de territórios e de patrimônios. É ministrado por profissionais convidados de áreas diversas. Quinta, 30 de agosto - 19h às 21h. Processo de seleção por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com

Sinopse desta edição: Preconceito de cor, ódio de raça, discriminação racial, racismo. Essas são expressões por meio das quais podemos contar a História do Brasil, um país em que há 130 anos a prática da escravidão foi tornada ilegal, mas que não foi capaz de superar o costume de rebaixar ou mesmo negar a humanidade de africanos/as e seus/suas descendentes. Mesmo assim, contrariando expectativas genocidas e malabarismos argumentativos que fixavam a África e sua gente num passado a ser superado, a sociedade brasileira conta hoje com a maior população negra fora do continente africano e a segunda maior do planeta. Este dado nos remete, por certo, a vários fluxos de lutas protagonizadas por homens e mulheres negras em nome da vida, da liberdade, da cidadania e de projetos de democracia efetiva aqui e no restante do Mundo Atlântico. Algo que provoca nosso olhar e nossa imaginação a ir além da escravidão, reconhecendo sujeitos reais tornados invisíveis por meio de narrativas fundamentadas em colonialismo e hierarquização racial de pessoas.


PROCESSOS COMPARTILHADOS
O curso aborda aspectos da concepção, montagem, expografia e reflete sobre as especificidades de uma exposição. Voltado para formação de artistas, educadores, críticos, curadores e demais profissionais do campo da arte e da produção cultural. Utilizará as montagens das exposições como potente espaço de formação profissional nos quais serão evidenciadas questões como: iluminação, sinalização, peças gráficas, concepção e atividades educativas. Quarta 22/08 - 14h às 19h

Sinopse desta edição: Partindo de uma visita investigativa à mostra Ex-África, o curso visa trabalhar o conceito de patrimônio, mais especificamente sua preservação, tal como é entendida e praticada pela Museologia, por meio da conservação preventiva e documentação de bens materiais musealizados, quando em situação de exposição.


LUGAR DE CRIAÇÃO
Todos os fins de semana, os educadores do CCBB desenvolvem uma programação especial visando a ocupação, a convivência, a criação e o diálogo com a arte, para as crianças e suas famílias. Também é um espaço que recebe artistas e educadores residentes, para se juntam a nossa equipe no desenvolvimento de propostas específicas, para integrar adultos e crianças em processos de experiência com a arte. Dias 04, 05, 11, 12, 18, 19, 25 e 26 – das 10 às 12 horas e das 14 às 16 horas.


MÚLTIPLO ANCESTRAL
O Múltiplo Ancestral é uma plataforma de trocas entre o público, as mestras e mestres ligados a diferentes saberes e práticas culturais, articulando a memória, o afeto e o patrimônio. Sábado, 24 de agosto - 17h

Sinopse desta edição: Nesta edição, o Múltiplo Ancestral realizará a exibição do filme documentário “Dona Flor do Moinho“, realizado pela cineasta Érika Bauer sobre Florentina Pereira dos Santos, Dona Flor. Após o filme, haverá uma roda de conversa com a diretora e Dona Flor do Moinho. O filme dá protagonismo a Dona Flor (Florentina Pereira dos Santos), raizeira e parteira que vive no Povoado do Moinho, próximo a Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros, Goiás, constituído de entrevistas com a personagem, seus familiares e moradores da comunidade, e de imagens do local, situado em um vale maravilhoso com sua natureza quase intocada. Dona Flor exemplifica a mulher sábia do interior do Brasil, matriz e fonte de uma riqueza sociocultural que não se pode perder, cuja experiência no manuseio das plantas e na execução de partos tornaram-na uma referência no Brasil central. Convidadas: Dona Flor do Moinho e Érika Bauer

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário