STOCK CAR: MARCOS GOMES VENCE A PRIMEIRA E ÁTILA ABREU A SEGUNDA CORRIDA

Marcos Gomes confirmou a pole position e venceu praticamente de ponta a ponta a primeira corrida da quinta etapa, disputada no início da tarde deste domingo (20) em Santa Cruz do Sul. Líder do campeonato, Daniel Serra foi o segundo colocado, seguido de seu companheiro de equipe Max Wilson fechando o pódio.

A largada transcorreu sem problemas e o pole position Marcos Gomes saiu muito bem, mas Julio Campos e Daniel Serra se tocaram na freada da primeira curva, e o piloto da Prati-Donaduzzi conseguiu tomar a segunda posição do concorrente da Eurofarma. Logo depois, no miolo do circuito, Tuka Rocha, Antonio Pizzonia e Valdeno Brito e Galid Osman bateram, mas conseguiram voltar à pista – Pizzonia, Galid e Brito se dirigiram aos boxes.

Na segunda volta, Thiago Camilo tocou em Ricardo Zonta na entrada da cruva 1 e o paranaense da Shell Racing rodou na pista. Camilo ainda ultrapassou Lucas Foresti no S. Em briga de companheiros de equipe, Max Wilson tomou o terceiro lugar de Daniel Serra na abertura da quarta volta usando o botão de ultrapassagem. A dupla começou a se aproximar do segundo colocado Julio Campos, enquanto Marcos Gomes já alimentava uma vantagem de 3,2 segundos na frente.

Rubens Barrichello, então em décimo, diminuiu o ritmo com um problema mecânico e foi direto para os boxes para que a equipe Full Time Sports tentasse resolver o problema a tempo de o campeão de 2014 largasse na segunda prova. Enquanto isso, Daniel Serra dava o troco e retomava o terceiro lugar ao ultrapassar Max Wilson.

A disputa pela quinta posição tinha Thiago Camilo no encalço de Átila Abreu, e no décimo giro o vice-campeão de 2017 chegou a passar o concorrente na freada da primeira curva, mas o sorocabano conseguiu manobrar e retomar a posição.

Gomes tinha mais de seis segundos de vantagem quando foi para seu pit stop – ele foi o primeiro a parar, no final da 13ª volta. Entre os ponteiros, Julio Campos e Daniel Serra fizeram o mesmo. Max parou na volta seguinte, e voltou atrás do trio de líderes.

Serra passou Campos usando o push na 20ª volta e assumiu o segundo lugar, 4,8 segundos atrás de Marcos Gomes, que mesmo após o pit stop manteve uma liderança tranquila. No giro seguinte, foi a vez de Max Wilson ultrapassar o piloto do carro número 4.

Um acidente na 23ª volta, na curva 1, tirou três pilotos da pista de uma só vez: Vitor Genz, em décimo, colocou do lado de Cacá Bueno, que fechou a porta; ambos se tocaram e na batida acabaram acertando o carro de Bruno Baptista, obrigando a entrada do carro de segurança.

A relargada aconteceu a pouco menos de três minutos para o fim da prova, na volta 25, e Marcos Gomes impediu a aproximação de Daniel Serra. Lucas Foresti pulou bem e ultrapassou Thiago Camilo pelo sexto lugar. Na última volta, Átila Abreu passou a atacar Julio Campos pela quarta posição enquanto Serra se aproximava muito de Gomes na briga pela liderança.

Ambos não conseguiram as ultrapassagens, e na linha de chegada a vitória ficou com Marcos Gomes, praticamente de ponta a ponta. Daniel Serra somou mais bons pontos para sua liderança no campeonato com o segundo lugar, seguido por Max Wilson fechando o pódio. Julio Campos, Átila Abreu, Lucas Foresti, Thiago Camilo, Cesar Ramos, Allam Khodair e Felipe Lapenna fecham os dez primeiros que largam em ordem inversa logo mais às 15h05.

“Eu queria dedicar essa vitória ao trabalho em equipe, aos 25 mecânicos que trabalham nesse time”, disse Gomes, que não vencia desde a etapa de Goiânia de 2016. “Tirei uma tonelada das minhas costas, porque a gente se sente na obrigação de vencer”, afirmou.

Resultado parcial Corrida 1 – Top-10*
1. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team)
2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)
3. 65 Max Wilson (Eurofarma RC)
4. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing)
5. 51 Átila Abreu (Shell V-Power)
6. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team)
7. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing)
8. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport)
9. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport)
10. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex)



Átila Abreu aproveita Fan Push para vencer corrida 2 em Santa Cruz do Sul
Depois da vitória dominante de Marcos Gomes na primeira prova deste domingo (20) em Santa Cruz do Sul, quem comemorou no topo do pódio da corrida 2 foi Átila Abreu. O piloto da Shell Racing usou de estratégia, uma excelente parada de box, um carro competitivo e um recurso presenteado pelo público: o Fan Push, que dá a seis pilotos eleitos por etapa um acionamento extra do botão de ultrapassagem. Foi fazendo uso disso que o sorocabano conseguiu a ultrapassagem sobre Thiago Camilo para vencer pela primeira vez na temporada.

“Primeiro eu quero agradecer ao público pelos votos no Fan Push. Foi com ele que eu passei o Thiago e consegui assumir a liderança para vencer a corrida. Estes votos foram fundamentais”, agradeceu o vencedor da prova. “Tivemos muitos problemas até agora, e tem sido muito difícil desde o começo do ano, mesmo contando com um carro competitivo. O pior deles foi na última etapa em Londrina, em que liderávamos e fomos punidos por um erro que cometemos no pit stop. Estava engasgado, e aqui fizemos um pit stop maravilhoso. Acabei a primeira corrida com 13 dos 16 acionamentos”, disse.

Antes da largada, os pilotos Bia Figueiredo, Bruno Baptista, Nonô Figueiredo, Rubens Barrichello, Átila Abreu e Ricardo Maurício foram os premiados com o Fan Push pela votação popular no site oficial da Stock Car e ganham um acionamento extra do botão de ultrapassagem. Para um deles, este detalhe seria fundamental.

Felipe Lapenna manteve a liderança em uma primeira volta com alguns acidentes. Rafael Suzuki, Lucas Foresti, Ricardo Maurício, Bia Figueiredo, Tuka Rocha, Denis Navarro e até Max Wilson se envolveram em batidas ainda na primeira volta, forçando a entrada do carro de segurança.

Na relargada, que aconteceu na abertura da quarta volta, os líderes eram Lapenna, Cesar Ramos, Thiago Camilo, Allam Khodair e Átila Abreu. Daniel Serra era o sexto colocado, seguido de Julio Capos, Marcos Gomes, Felipe Fraga e Gabriel Casagrande – que logo depois abandonaria com um vazamento no radiador - fechando os dez primeiros. Cesar Ramos tentou a ultrapassagem na primeira curva, mas o piloto da Cavaleiro conseguiu retomar a ponta.

Na 14ª volta, Lapenna se dirigiu aos boxes para o pit stop obrigatório, assim como Cesar Ramos, Thiago Camilo e Daniel Serra. Tendo de abastecer com mais combustível, o piloto da Cavaleiro perdeu as posições para Camilo, Serra, Ramos e também para Felipe Fraga no retorno à pista.

Parando na volta seguinte, Átila Abreu, então quinto colocado, voltou à frente do gaúcho da Blau Motorsport, na segunda posição. A ordem após as paradas tinha Camilo em primeiro, Átila em segundo, Fraga em terceiro, Ramos em quarto, Serra em quinto e Lapenna em sexto na volta 18.

O líder do campeonato tomou a quarta posição de Cesar Ramos na 20ª volta usando o botão de ultrapassagem e a concluindo com sucesso na primeira curva. No giro seguinte, Marcos Gomes ultrapassou Felipe Lapenna pelo sexto lugar.

Átila Abreu passou a pressionar Thiago Camilo pela vitória. Segundo e primeiro colocados, os pilotos de Shell V-Power e Ipiranga Racing abriram a 22ª volta separados por apenas 0,05 segundo, deixando a definição do vencedor completamente em aberto a oito minutos do final. Na volta seguinte, Átila concluiu a ultrapassagem sobre Camilo usando o Fan Push. Fraga aproveitou a disputa e se juntou à dupla de líderes.

O piloto da Shell V-Power conseguiu abrir 1,5 segundo sobre Camilo, que entrou na alça de mira do campeão de 2016, Felipe Fraga. Marcos Gomes tomou o quarto lugar de Daniel Serra na 26ª volta e se aproximou de Fraga. Rubens Barrichello também subia ao passar Lapenna e Ramos e assumir a sexta posição.

“Vencemos. Tiramos este peso das costas e agora teremos dois meses e meio para comemorar, e isso nos enche de ânimo na preparação para a Corrida do Milhão”, concluiu Átila.

Em segundo terminou Thiago Camilo, com Felipe Fraga em terceiro lugar. Marcos Gomes, Daniel Serra, Rubens Barrichello, Cesar Ramos, Felipe Lapenna, Julio Campos e Valdeno Brito fecharam os dez primeiros da prova.

Daniel Serra permanece na liderança, agora com maior vantagem. Com 152 pontos, ele aumentou de 36 para 43 pontos a diferença na ponta. Com o abandono de Cacá Bueno na primeira prova – e a não-disputa da segunda -, Marcos Gomes é o novo vice-líder, com 109. Felipe Fraga é o terceiro com 91, seguido por Max Wilson (90), Julio Campos (87), Cacá (80), Barrichello (80), Lucas di Grassi (68) – que não disputou a etapa -, Thiago Camilo (66) e Átila Abreu (63) são os dez mais bem colocados na tabela do campeonato.

Agora, a Stock Car tem uma pausa de mais de dois meses em virtude da Copa do Mundo e volta com tudo em Goiânia, no dia 5 de agosto, para a Corrida do Milhão.

Resultado parcial Corrida 2 – Top-10*
1. 51 Átila Abreu (Shell V-Power)
2. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing)
3. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing)
4. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team)
5. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)
6. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports)
7. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport)
8. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex)
9. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing)
10. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO (TOP-10)
1. Daniel Serra – 152 pontos
2. Marcos Gomes – 109
3. Felipe Fraga – 91
4. Max Wilson – 90
5. Julio Campos – 87
6. Cacá Bueno – 80
7. Rubens Barrichello – 80
8. Lucas di Grassi – 68
9. Thiago Camilo – 66
10. Átila Abreu - 63

==> Foto: Duda Bairros / Vicar / Vipcomm

0 comentários:

Postar um comentário