SUPERPRAIA: Campeãs brasileiras largam com vitória em "duelo família", em Brasília

O SuperPraia 2018 começou nesta quinta-feira (26.04), em Brasília (DF), com grandes jogos pelo torneio feminino. Foram disputadas oito partidas na arena montada no estacionamento do estádio Mané Garrincha, com entrada franca aos torcedores. Destaque para um duelo em família em que as campeãs brasileiras Maria Elisa e Carol Solberg (RJ) levaram a melhor. 

As partidas continuam nesta sexta-feira (27.04), com a sequência da fase de grupos e a repescagem do torneio feminino, além de toda a fase de grupos do torneio masculino. Todos os jogos da quadra central contam com transmissão no Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Já as finais serão exibidas com exclusividade no canal SporTV.

Embaladas pela conquista do título brasileiro, Maria Elisa e Carol Solberg (RJ) fizeram uma das melhores partidas do dia. Do outro lado, Carol enfrentou a irmã Maria Clara (RJ), que estreia em Brasília (DF) parceria com Elize Maia (ES). No duelo familiar, melhor para Carol, que venceu por 2 sets a 0 (22/20, 21/18) e comentou a vitória na estreia.

“Jogar contra minha irmã sempre será estranho, pode passar o tempo, mas esse sentimento de ‘aperto’ nunca vai mudar. Não é tão confortável. Mas damos risada depois, brincamos uma com a outra. Achei que ela jogou muito bem, anotou todos os pontos quando atacou. Elas são um time novo, que vai evoluir. Eu comecei com dificuldades no passe, após corrigir esse fundamento, meu jogo fluiu bem mais. Nos conhecemos muito, então sempre será duro. É bom quando fazemos bons jogos, em que ambas jogaram bem”, analisou.

Quem também começou com vitória importante foi a dupla Lili e Josi (ES/SC), que superou Sandressa e Neide (AL) por 2 sets a 1 (21/17, 17/21, 15/10). Elas decidem a liderança do grupo nesta sexta-feira, contra Andrezza e Rachel (AM/RJ). Lili analisou a partida em que enfrentou uma ex-parceira e comentou sobre o sistema defensivo da dupla.

"É sempre bom começar vencendo. Foi um jogo duro, Neide e eu treinamos juntas e nos conhecemos muito bem. Acho que o que prevaleceu no final foi a nossa confiança e nossa vontade. Tivemos momentos difíceis, o passe fica mais complicado. Tivemos que nos adaptar ao longo do jogo. Fizemos um primeiro set muito bom, mas deixamos o ritmo cair no segundo. Conseguimos nos reerguer no tiebreak , quando praticamente não cometemos erros. Temos nosso sistema defensivo muito forte, e quando nossa virada de bola funciona, dificultamos bastante. É o que esperamos continuar fazendo", declarou.

Também largaram com vitória nesta quinta-feira as duplas Val/Ângela (RJ/DF), Taiana/Carol Horta (CE), Aline/Diana (SC/RJ), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Andrezza/Rachel (AM/RJ) e Renata/Izabel (RJ/PA). Os confrontos desta sexta-feira estão no link ao final da matéria.

Cada dupla joga mais uma vez pela fase de grupos no naipe feminino nesta sexta-feira. Os times vencedores da primeira rodada de cada grupo se enfrentam, e perdedores encaram os perdedores da primeira rodada. Os primeiros colocados vão direto para as quartas de final, enquanto segundos e terceiros disputam a repescagem.

O SuperPraia encerra o calendário nacional e possui um campeão único. Já o Circuito Brasileiro, que terminou no início deste mês, conta com sete etapas, três que foram realizadas em 2017 - Campo Grande (MS), Natal (RN) e Itapema (SC) - e mais quatro neste ano: Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Maceió (AL) e Aracaju (SE). Evandro/André Stein (RJ/ES), no masculino, e Maria Elisa/Carol Solberg (RJ), no feminino, foram os campeões.

No SuperPraia também serão conhecidos os vencedores dos prêmios ‘Craque da Galera’, de votação popular, e dos melhores da temporada em cada fundamento (saque, recepção, levantamento, ataque, bloqueio, defesa, revelação, atleta que mais evoluiu e melhor jogador). Esta escolha é feita pelos próprios atletas e treinadores.

A competição reúne apenas os melhores times da temporada. Enquanto uma etapa do Circuito Brasileiro Open conta com 24 times na fase de grupos, em cada gênero, no SuperPraia estarão apenas os 14 primeiros do ranking brasileiro 17/18, além de dois times convidados, completando 16 duplas. Os campeões em cada naipe em Brasília receberão R$ 50 mil e ao todo o torneio distribui cerca de R$ 500 mil.

==> Foto: Wander Roberto / Inovafoto / CBV

0 comentários:

Postar um comentário