Decisão no DF terá tetracampeões Alison e Bruno x campeões mundiais Evandro e André

A decisão do SuperPraia 2018, maior torneio nacional do vôlei de praia, terá um duelo de tirar o fôlego na manhã deste domingo (29.04), em Brasília (DF). Os campeões olímpicos e tetracampeões da competição, Alison e Bruno Schmidt (ES/DF), encaram os atuais campeões mundiais e brasileiros, Evandro e André Stein (RJ/ES).A decisão ocorre às 11h (de Brasília), com entrada franca na arena montada no estacionamento do estádio Mané Garrincha.

A disputa da medalha de bronze será entre Álvaro Filho/Saymon (PB/MS) e Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR), também neste domingo, às 10h. Tanto a partida do ouro, quanto a disputa do terceiro lugar serão transmitidas ao vivo com exclusividade pelo canal SporTV 2. O SuperPraia reúne as 16 melhores duplas da temporada 2017/2018, encerrando o calendário nacional. Neste sábado foram disputados jogos pela repescagem, quartas de final e semifinais.

Alison e Bruno Schmidt são os únicos vencedores do torneio ‘Finals’ criado em 2014 e mais uma vez conseguiram chegar até a decisão. A dupla campeã olímpica superou na semifinal Hevaldo e Arthur Lanci (CE/PR) por 2 sets a 1 (21/18, 14/21, 12/15). Após a vitória, Bruno Schmidt, nascido em Brasília, comentou a alegria de se destacar jogando em casa e alcançar a final do torneio invicto.

“Etapas em Brasília são legais demais, adoro jogar aqui, queria que tivesse todo ano. E o SuperPraia é um torneio muito especial, que valorizamos demais por termos tantas duplas boas aqui, as 16 melhores do ano. Sabemos que nosso circuito interno é o mais forte, temos vários jovens aparecendo, Guto, André, George. Estão renovando nosso voleibol. E realizar mais uma final me deixa muito contente, estarmos aqui, nos reinventando. São vários sentimentos que me deixam realizado. Agora é foco total na final”, declarou.

Na outra semifinal, Evandro e André Stein (RJ/ES) confirmaram o excelente momento vivido. A dupla é atual detentora da tríplice coroa, tendo vencido o Campeonato Mundial (disputado de dois em dois anos), o Circuito Mundial e recentemente o Circuito Brasileiro. Eles venceram Álvaro Filho e Saymon (PB/MS), campeões brasileiros da temporada 16/17. Triunfo por 2 sets a 1 (18/21, 21/18, 8/15) e vaga para a final do SuperPraia.

“As equipes evoluíram bastante, já estive disputando medalha com outros parceiros, mas é outro torneio e o nível só aumenta. André e eu estamos em um caminho bom, fazendo grandes jogos, estamos contentes com o que estamos apresentando em quadra. Viemos para chegar até a final, era o objetivo, mas sabemos que teremos uma ‘pedreira’ imensa pela frente, mais uma final contra nossos campeões olímpicos. Vamos estudar muito, conseguimos o primeiro objetivo, vamos para o segundo”, destacou Evandro.

O carioca possui duas medalhas do SuperPraia, um bronze em 2015 e uma prata em 2016, ambos atuando com o antigo parceiro Pedro Solberg. Neste domingo terá mais uma chance de buscar o ouro, que até agora não saiu das mãos de Alison e Bruno Schmidt.

Será o oitavo confronto entre as duplas finalistas, com um histórico bastante equilibrado. Alison e Bruno venceram em quatro oportunidades, e Evandro/André, saíram com a vitória duas vezes. Os times fizeram a final das etapas de Fortaleza (CE) e João Pessoa (PB) do Circuito Brasileiro, cada um vencendo uma das decisões.

O SuperPraia encerra o calendário nacional e possui um campeão único. Já o Circuito Brasileiro, que terminou no início deste mês, conta com sete etapas, três que foram realizadas em 2017 - Campo Grande (MS), Natal (RN) e Itapema (SC) - e mais quatro neste ano: Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Maceió (AL) e Aracaju (SE). Evandro/André Stein (RJ/ES), no masculino, e Maria Elisa/Carol Solberg (RJ), no feminino, foram os campeões.

No SuperPraia também serão conhecidos os vencedores dos prêmios ‘Craque da Galera’, de votação popular, e dos melhores da temporada em cada fundamento (saque, recepção, levantamento, ataque, bloqueio, defesa, revelação, atleta que mais evoluiu e melhor jogador). Esta escolha é feita pelos próprios atletas e treinadores.

A competição reúne apenas os melhores times da temporada. Enquanto uma etapa do Circuito Brasileiro Open conta com 24 times na fase de grupos, em cada gênero, no SuperPraia estarão apenas os 14 primeiros do ranking brasileiro 17/18, além de dois times convidados, completando 16 duplas. Os campeões em cada naipe em Brasília receberão R$ 50 mil e ao todo o torneio distribui cerca de R$ 500 mil.

==> Foto: Wander Roberto / Inovafoto / CBV

0 comentários:

Postar um comentário