Festival de Teatro dedicado às mulheres, CENA1 estreia no Sesc 504 Sul

Antes de encerrar o mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Sesc Estação 504 realiza mais um evento em homenagem às mulheres. O Festival CENA1, com programação feminina e gratuita, tem a proposta de ser uma homenagem às mulheres. Entre 22 e 25 de março, quatro solos serão apresentados: Ovelha Dolly, com Micheli Santini, Quando o Coração Transborda, com Maíra Oliveira, Tsunami, com Ana Flávia Garcia, e Stanisloves-me, com Bruna Martini, espetáculo que enfim reestreia em Brasília e fecha o festival, no domingo.

Criado pelo Teatro Pândego, o solo Stanisloves-me utiliza a metalinguagem para falar do Brasil, da cultura nacional e da arte brasileira, resultando, sobretudo, em um importante ato de resistência do teatro do Brasil. A direção, antropofágica e irreverente, é de Simone Reis, uma das maiores artistas contemporâneas de Brasília, além de professora efetiva de Artes Cênicas do Instituto de Artes da Universidade de Brasília - UnB.

Atriz revelação da cidade, a jovem Bruna Martini é quem comanda a cena. Ela foi premiada Melhor Atriz nos últimos dois anos do Festival de Teatro Universitário do Rio de Janeiro - Festu, competição nacional em que tem sido consecutivamente a única representante do Distrito Federal. Bruna também foi indicada a Melhor Atriz do Prêmio Sesc de Teatro Candango, em 2016, pela participação em EntreQuartos, espetáculo do Grupo Tripé. A atriz ainda estrela Decadenta, musical baseado na obra da cantora, compositora e escritora Rita Lee, com direção de Felícia Johansson. No segundo semestre, estreia na cidade o monólogo inédito Ab-reação, indicado a Melhor Roteiro e Melhor Figurino no 7º Festu-Rio e novamente vencedor do troféu de Melhor Atriz. Ao todo, Bruna Martini já soma mais de 20 espetáculos e performances no currículo, desde 2010, quando estreou em cena com Queridos Amigos (adaptação do livro de Adelaide Amaral).

Festival CENA1
O Festival CENA1, em homenagem às mulheres, apresenta 4 espetáculos de grandes atrizes de Brasília: Ovelha Dolly, Tsunami, Quando o coração transborda e Stanisloves-me. O festival promove através dos espetáculos e das conversas com a plateia pontos de discussão, questionamentos sobre o lugar da mulher na sociedade, na produção artística e cultural, em consonância com as discussões recentes trazidas por grandes mulheres/atrizes do cenário nacional e internacional. As apresentações serão de 22 a 25/03, sempre às 20h, no Espaço Cultural Ary Barroso.

Sinopse
Maria é uma jovem atriz estudante de artes cênicas, obcecada por treinamento e em busca de total aperfeiçoamento metodológico. Uma questionadora ingênua abduzida por certezas estéticas e técnicas, cansada de sofrer por infinitas perguntas e crenças.

Ser ou não ser atriz? Treinamento ou talento? O ator é um pastor? Qual futuro tenebroso a aguarda na carreira de atriz solo de teatro?

No entanto, ela é possuída por entidades e criaturas como Antonin Artaud e Constantin Stanislavisk, grandes teatrólogos e influências em sua formação acadêmica. Esses seres e a mãe, retrógrada e pragmática, levam-a ao estado órfico da loucura.

Apresentando toda a ludicidade, a brincadeira e os riscos de estar em cena, Maria traz o humor, o autoescárnio e seus poderosos instrumentos físicos e metafísicos.

Ficha Técnica
Direção: Simone Reis
Interpretação: Bruna Martini
Dramaturgia: Simone Reis e Bruna Martini
Trilha Sonora: Chico Mosrri, Simone Reis e Bruna Martini
Iluminação: Larissa Souza
Operação de luz: Luisa L’Abbate
Músico: Chico Mossri
Fotos: Rayssa Coe
Direção de Produção: Rhenan Soares
Assessoria de Imprensa: Halegoria Cultural


SERVIÇO:

Espetáculo Stanisloves-me
com Bruna Martini e direção de Simone Reis (Encerramento do Festival CENA1)
Domingo, 25 de março, às 20h
Espaço Cultural Ary Barroso, Sesc Estação 504 Sul
Classificação etária, 12 anos 
Evento gratuito

==> Foto: Rayssa Coe

0 comentários:

Postar um comentário