Felipe Giaffone é o grande campeão da Copa Truck em 2017

Uma vitória e um terceiro lugar na rodada dupla deste domingo em Interlagos transformaram Felipe Giaffone no grande nome do ano de estreia da Copa Truck nas pistas brasileiras. O piloto da Volkswagen conquistou o regional Sul/Sudeste, terceiro e último da temporada, e de quebra levou também o anel de ouro e brilhantes que premiou o campeão das copas na soma dos pontos das três competições. Num dia de calor intenso e ótimo público nas arquibancadas e áreas de convidados, Roberval Andrade (Iveco) inverteu os resultados de Giaffone e ficou com o vice das duas disputas em aberto, fechando em grande estilo um 2017 aberto com a pole e a vitória na prova inaugural da categoria em Goiânia.

Giaffone cumpriu uma campanha quase irretocável. Estreou ganhando as duas corridas na segunda etapa em Campo Grande, onde Beto Monteiro (Iveco) sagrou-se campeão da Copa Centro-Oeste. Voltou a vencer uma prova tanto em Caruaru quanto em Fortaleza e ficou com o título do regional Nordeste. Chegou à liderança geral e da Sul/Sudeste depois da passagem por Tarumã (RS) e sacramentou o ano de sucesso em São Paulo com a quinta vitória.

Subiu ao pódio acompanhado dos filhos Nicolas e Tito. Debaixo de sol de rachar, lembrou que o trabalho realizado ao longo das duas baterias foi literalmente suado. “A temperatura aumentou demais hoje e fiquei o tempo todo preocupado em olhar os relógios. Também recebia informações sobre a posição do Roberval, já que ele era meu único adversário pelo título das copas”, lembrou. Giaffone saiu na pole na primeira bateria e só deixou a ponta brevemente ao ser ultrapassado pelo parceiro Paulo Salustiano, mas recuperou a posição na mesma volta. Na segunda, largou em oitavo pelo sistema de grid invertido e foi beneficiado por quebras e punições de pilotos que iam à frente. Sem forçar o ritmo, ainda terminou em terceiro grudado no companheiro Renato Martins.

Giaffone lembrou que o fim de semana terá um significado especial em sua longa e vitoriosa carreira. “É uma conquista que ficará para a história, porque estamos concluindo o primeiro ano da Copa Truck. Ela mostrou que chegou para ficar e tem um belo futuro pela frente. Temos ainda alguns ajustes para fazer, é claro, mas o importante é que há muito espaço para crescimento”, analisou. Sobre o sonho do bicampeonato, que passará a ter status de brasileiro, disse que ainda é cedo para projeções. “Eu mesmo ainda nem tenho nada acertado. Este mês foi muito corrido e nem tive tempo para conversar sobre 2018. Agora é que vou me preocupar com isso.”

Feliz como um torcedor do Timão depois de ver o clube ser campeão do Brasileirão, Roberval – cuja equipe representa o Corinthians na Copa Truck - festejou bastante a terceira vitória no ano, número superado somente por Giaffone. Mesmo lutando contra todas as probabilidades, mostrou muita determinação para buscar um resultado que sempre pareceu complicado. Partiu e chegou em terceiro na corrida 1 e foi o quinto e último a liderar o complemento da programação, depois de largar em sexto. Foi outro dos grandes destaques da temporada. Salustiano e Débora Rodrigues completaram o Top 5 da corrida 2.

Os resultados em Interlagos:

Corrida 1
1 – Felipe Giaffone (VW), 12 voltas em 26min42s005
2 – Paulo Salustiano (VW), a 0s272
3 – Roberval Andrade (Iveco), a 1s796
4 – Beto Monteiro (Iveco), a 14s295
5 – Adalberto Jardim (VW), a 23s223
6 – Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 30s351
7 – Renato Martins (VW), a 39s462
8 – Witold Ramasauskas (Man), a 40s848
9 – Débora Rodrigues (VW), a 58s377
10 – Jaidson Zini (Scania), a 59s379
11 – Luiz Lopes (Iveco), a 1min12s191
12 – Pablo Alves (Volvo), a uma volta
13 – Zé Maria Reis (Scania), a uma volta
Não completaram: Fábio Fogaça (Ford), Regis Boessio (Volvo), Danilo Dirani (Scania), Joel Mendes Jr. (Scania), André Marques (Mercedes), Djalma Fogaça (Ford) e Duda Bana (Scania).

Corrida 2
1 – Roberval Andrade, 24min48s188
2 – Renato Martins, a 2s648
3 – Felipe Giaffone, a 2s754
4 – Paulo Salustiano, a 11s075
5 – Débora Rodrigues, a 11s554
6 – Regis Boessio, a 13s243
7 – Luiz Lopes, a 15s251
8 – Adalberto Jardim, a 56s678
9 – Fábio Fogaça, a 1min05s032
10 – Zé Maria Reis, a 2min15s116
Não completaram: Wellington Cirino, Witold Ramasauskas, Beto Monteiro, Duda Bana, Jaidson Zini, Pablo Alves, Danulo Dirani, Joel Mendes Jr., André Marques e Djalma Fogaça.

Classificação final da Copa Sul/Sudeste:
1 – Felipe Giaffone, 87 pontos
2 – Roberval Andrade, 84
3 – Paulo Saluastiano, 62
4 – Adalberto Jardim e Débora Rodrigues, 59
6 – Witold Ramasauskas e Renato Martins, 50
8 – Luiz Lopes, 48
9 – Danilo Dirani, 38
10 – Beto Monteiro, 34

Campeão das copas: Felipe Giaffone, 233 pontos; vice-campeão das copas: Roberval Andrade, 214.

==> Foto: Fabio Davini / MF2

0 comentários:

Postar um comentário