Feiras do DF recebem Mestres do Repente em shows gratuitos

Num total de nove apresentações, o repentista Chico de Assis, acompanhado em cada apresentação por um repentista convidado, Donzílio Luiz, João Santana e Valdenor de Almeida, vai levar a arte do Repente em espetáculos de uma hora de duração. Nas apresentações, as duplas irão versar sobre temas indicados pela plateia e outros, como saúde, meio ambiente e o mercado de trabalho, além de declamar poemas matutos abrangendo o jeito de ser do sertanejo e a vida do brasileiro.

Dentre as modalidades apresentadas estão: sextilhas; galope à beira-mar; coqueiro da Bahia; voa sabiá; Brasil de mãe preta; martelo alagoano; o que é que me falta fazer mais; curió; segura o remo... e outras. Para Chico, “levar a arte do Repente às feiras tem papel fundamental para a democratização cultural, visto serem uns dos poucos locais de difusão cultural e formação de público acessíveis às famílias que não têm condições financeiras e perfil social para acompanhar os circuitos culturais da cidade com ingressos a valores altos”.

            O “Repente na Feira”, que tem fomento do FAC - Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Cultura do DF, tem por objetivo manter vivo o Repente como expressão poética e musical, componente do universo cultural do DF, e de contemplar o público mais carente da Cantoria de Repente Nordestina com apresentações gratuitas. Todas as apresentações serão registradas em vídeo para a produção de um projeto documental.

Desvendando o Repente
Improvisando, tendo maior ou menor postura combativa, a arte da Cantoria de Repente é a continuidade e o aprimoramento das cantigas d’amor, da ruralidade das cantigas d’amigo e das sátiras das cantigas de escárnio e maldizer. Uma tradição poética nordestina que absorve todas essas características e acrescenta uma série de temas ao contexto, como política, religião, desigualdade social, família, esportes e tantos outros assuntos passam a ser tratados, com esmero e profundidade pelos repentistas, tanto em linguagem popular brejeira quanto rebuscada.

As modalidades mais conhecidas são coqueiro da Bahia, voa sabiá, Brasil de mãe preta, martelo alagoano, curió e segura o remo. Diferentes gêneros para as composições improvisadas de Cantoria de Repente, que se resumem em métricas a serem seguidas para a construção de poesias e que são propostas às duplas que se desafiam.

Os gêneros determinam em quais versos da estrofe as rimas devem coincidir. Destes, o mais comum e, possivelmente, o preferido dos repentistas é a Sextilha, composta de estrofes de seis linhas, ou versos. Caso em que as rimas se dão nas linhas pares. O esquema de rimas começa a ficar mais desafiador a partir da Septilha, ou Setilha, uma adaptação da sextilha, porém, com sete versos. Aqui, as linhas pares rimam até a quarta, daí, a quinta deve rimar com a sexta e a sétima com a segunda e a quarta.

Outro, muito apreciado por repentistas, difundido desde o início da poesia popular, é a Décima, talvez por ser o gênero escolhido para os motes. Para este, cantadores devem compor estrofes de 10 linhas, fechando cada um com os versos da sentença dada – o mote – seguindo sua rima e métrica. O esquema de rimas deve ser construído da seguinte forma: o primeiro rima com o quarto e o quinto; o segundo, com o terceiro; o sexto, com o sétimo e o décimo; e o oitavo, com o nono. O Mote é uma sentença de um ou dois versos que dá o conteúdo sobre o qual o repentista deve versar.


SERVIÇO:

Apresentações em Ceilândia:
Dia 02/12, sábado, às 8h AM, na Feira do Guarapari
Dia 03/12, domingo, às 10h AM, na Feira Permanente do Setor O
Dia 10/12, domingo, às 9h AM, na Feira Permanente da Guariroba
Dia 16/12, sábado, às 8h AM, na Feira do Guarapari
Dia 23/12, sábado, às 8h AM, na Feira do Guarapari
Dia 31/12, domingo, às 9h AM, na Feira Permanente da Guariroba

Apresentações em Samambaia:
Dia 17/12, domingo, às 9h AM, na Feira Permanente da Quadra 210
Dia 24/12, domingo, às 8h AM, na Feira Modelo da Quadra 510
Dia 07/01/18, domingo, às 9h AM, na Feira Permanente da Quadra 202

Entrada França
Classificação indicativa: Livre para todas as idades
Duração: 60 minutos
Realização: Chico de Assis
Esse projeto é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do DF

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário