Programação do Mês da Consciência Negra no Fórum de Produtores Culturais na UnB

Fórum de Produtores Culturais na UnB iniciou suas atividades em setembro de 2014 e acaba de completar 2 anos de existência. As palestras gratuitas semanais com personalidades representativas do cenário artístico-cultural e do empreendedorismo criativo, foram idealizadas pela produtora e gestora cultural Aryane Sánchez e pelo Diretor do Instituto de Artes da UnB, Ricardo Dourado.

Os encontros se realizam todas as quintas-feiras de 18h às 20h, no Auditório do Departamento de Música da UnB e servem de base para a estruturação do curso de extensão universitária sobre Produção e Gestão Cultural da Universidade de Brasília.

Para o Mês da Consciência Negra, o Fórum de Produtores Culturais na UnB terá uma programação especialíssima, recheada de criadoras, artistas, produtoras e empreendedoras criativas negras.

No dia 3 de Novembro, receberemos Naiara Lira com uma palestra sobre "Montagem de portfólios e releases"A cantora, compositora e produtora executiva começou a carreira musical aos 17 anos, acabando por ser sua própria produtora na maioria dos shows e eventos que realizava. Em 2010 teve seu primeiro contato com a elaboração de projetos quando foi bolsista no “Capacitação em Projetos Culturais”, uma parceria entre o Ministério da Cultura com a Fundação Getúlio Vargas. Dois anos depois, aprovou o primeiro projeto que escreveu para a Secretaria de Cultura: gravação de seu primeiro disco autoral. No mesmo ano escreveu e produziu projeto pelo Ministério da Cultura que a levou juntamente com dois músicos para a terceira edição do festival de brasilidades “Dani Brazila” (Dias de Brasil), na Sérvia. De lá para cá foram vários projetos aprovados e produzidos, especialmente pelo FAC (Fundo de Apoio à Cultura) e hoje trabalha também com elaboração de projetos, além de dar consultorias e workshops. Em sua palestra sobre montagem de portfólios e releases, Naiara dará todas as dicas para que os projetos e trabalhos artísticos possam ser apresentados e avaliados da melhor forma possível. 

No dia 10 de Novembro, terá a palavra a atriz Jéssica Cardoso para um bate-papo sobre as "Soluções para a gestão das carreira artísticas em Brasília". Jéssica é um talento já revelado da nova geração de artistas brasilienses. Atriz multimídia tem também vasta experiência na área publicitária. Gravou um dos comerciais da série “Homens Invísiveis” (2014) da campanha política eleitoral da ex-presidenta Dilma como protagonista, o comercial “Eu me Represento: Eu Voto” (2013) do Tribunal Superior Eleitoral e o episódio “Empreendedores” (2013) da web série do Portal Brasil do Governo Brasileiro. No cinema, foi atriz em dois longa-metragens, TRIZ (2016) de André Carvalheira e CAMPUS SANTO (2015) de Marcio Curi, além de dois curta-metragens profissionais OCUPAÇÃO (2016) de Rodrigo Huagha e Gustavo Serrate e COMO SE VOASSE PRA CASA (2014) de Wesley Gondim. Na música, gravou o videoclipe “Córrego Rico” da cantora Ellen Oléria, vencedora do The Voice Brasil na edição de 2012. Na sua trajetória teatral, esteve em cartaz em Brasília, Nova York, São Tomé e Príncipe (África), Rio de Janeiro e Belo Horizonte através dos seguintes espetáculos: ABIGAIL E A GIRAFA (2015) com direção de Miriam Virna apresentado no CCBB-DF e CCBB-BH; musical DE CARNE, OSSO E CONCRETO (2014) sob direção da Adriana Lodi apresentando-se na rede SESC de Brasília e Taguatinga; espetáculo SEXTON (2013) atuando em 50 apresentações no CCBB-DF e CCBB-RJ; o espetáculo BACANTES E BRINCANTES (2010-2012) dirigido por Wellington Abreu da Cia Hierofante Teatro de Rua que foi aos EUA e África; no ano de 2010 atuou na peça LEGIONÁRIOS DA CAPITAL no teatro da Caixa Cultural em Brasília sob direção de Luana Proença e também circulou pelas escolas públicas e particulares do Distrito Federal com a peça infantil de manipulação de bonecos NANÁ E JUQUINHA – NA FANTÁSTICA VIAGEM DO TEMPO (2010). Em 2014, concorreu como melhor atriz no II Troféu Brasília Top Show e teve seu trabalho destacado como intérprete pelo Metro Jornal (2013) e, duas vezes, pelo Correio Braziliense (2013 e 2014) com uma matéria dedicada a vida pessoal e profissional e mais tarde apontada como um dos talentos de Brasília. Na sua formação teve contato com grandes nomes da cena teatral como Sergio Penna, Luciana Martuchelli, Irmãos Guimarães, Maurice Durozier, Theatre Ad Infinitum, Murilo Grossi, Francis Wilker, Giselle Rodrigues, Antônio Nóbrega e Marco Bravo. No Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília – teve a oportunidade de participar de workshops e palestras com grupos de teatro de diversos países como México, Cuba e Colômbia.

No dia 17 de Novembro, as convidadas do Fórum de Produtores Culturais serão Mirella Dias e Nathália de Oliveira da Tomada Conexões Artísticas, falando sobre "Cultura Popular e Emprendedorismo Criativo"Mirella Dias é técnica em gestão cultural, arte-educadora, batuqueira, artesã e brincante. Na área de gestão cultural, atua em atividades de acompanhamento, consultoria, elaboração de projetos e prestação de contas, incentivados via Lei de Incentivo e Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF). Em 2015, trabalhou como agente territorial na Incubadora BSB Criativa, em parceria com o Ministério da Cultura e Secretaria de Cultura do Distrito Federal. Entre 2012 e 2014, atuou em 26 projetos como técnica em gestão cultural na Red Empreendimentos Culturais. É formada em Educação Popular, pelo Instituto IBRADES, e cursante de licenciatura em Artes Cênicas na Faculdade de Artes Dulcina de Moraes. Participa do Movimento Cultural Mercado Sul Vive, desde 2011. No espaço livre de artes e ofícios Tempo Eco Arte, atua na produção e gestão cultural de pesquisa com foco no reaproveitamento de resíduos sólidos. Ainda como artesã, é co-criadora da Alargadores Arabescos. É integrante do grupo feminino de percussão Batuqueiras e brincante do grupo de teatro Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro.   

Nathália de Oliveira é produtora cultural, batuqueira e comunicadora, formada em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda. Em 2015 trabalhou como agente territorial na BSB Criativa e como assistente administrativo, produtora e agenciadora de artistas na Tauá Produção Cultural. Na área de produção, é certificada nos cursos de Comunicação Voltada às Tradições Populares (Pareia Comunicação e Cultura e Estúdio Gunga – 2016), Elaboração de Projetos Culturais (Bsb Criativa – 2015), Gestão Cultural (Alecrim Produções Artísticas – 2014) e Captação Financeira para Cultura (Tribo das Artes – 2014). Em 2013, apresentou trabalho final de curso com pesquisa de campo sobre o Maracatu, na cidade de Recife (PE). Enquanto artista e brincante, integra o grupo de percussão feminino Batuqueiras, focado no estudo do Maracatu, Coco e Ciranda. Desde 2007, é também integrante do Batuque Articum, grupo de Maracatu formado pela Associação Cultural Ciarticum, de Taguatinga. Nos dois grupos, além de percussionista, desenvolve a produção de apresentações e projetos.
E para encerrar os bate-papos do mês de novembro, no dia 24 a guitarrista Marlene Souza Lima fará a palestra "Protagonismo Feminino Negro na Música Instrumental".
Guitarrista e violonista de música instrumental brasileira, dedicada ao aprimoramento e pesquisa de seus instrumentos, buscou inspiração nos guitarristas de jazz Pat Metheny e John Scofield, Alemão e Helio Delmiro do Brasil entre outros mais. Instrumentista detentora de técnica aprimorada, impressiona ouvidos mais exigentes. Com uma sensibilidade surpreendente, própria talvez do Universo feminino, Marlene conseguiu imprimir sua marca pessoal passeando por diferentes estilos musicais. Começou seus estudos com sua irmã Lubélia nos anos oitenta, ingressando mais tarde na Escola de Música de Brasília onde estudou com os mestres Paulo André, Nelson Faria entre outros. Teve como último professor Mestre Curinga. Com seu trabalho autoral, tem um álbum gravado (“My Way”), já participou de diversos programas de TV, rádio e foi destaque na revista especializada Guitar Player BR. Atualmente está em trabalho de mixagem de seu DVD gravado ao vivo, projeto que contou com o apoio do FAC/DF.

Todas as palestras do Fórum de Produtores Culturais na UnB são gratuitas e abertas à comunidade, com classificação indicativa livre.

  
Serviço: Fórum de Produtores Culturais na UnB 
Data: Todas as quintas-feiras de 18h às 20h
Local: UnB- Área 1 - Auditório do Departamento de Música da UnB.
Classificação indicativa: Livre
Evento aberto à comunidade e gratuito

Estacionamento em frente à agência do Banco do Brasil, próximo ao Restaurante Universitário.
Veja como chegar aqui:  https://goo.gl/SkVAf2
Mais informações: 61- 9 8205 4843

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário