Novo espetáculo da Cia Burlesca: Bendita Dica

Santa Dica é o mote do novo espetáculo da Cia Burlesca, Bendita Dica, em cartaz durante os finais de semana de abril na Sala Conchita de Moares, fazendo parte da programação da ocupação promovida pelo Movimento Dulcina Vive.

Atores, músicos e bonecos estarão em cena para contar a história de Benedita Cipriano Gomes, a Santa Dica, poderosa líder comunitária que criou em Lagolândia, na região de Pirenópolis-GO, entre os anos 20 e 30, uma grande comunidade que dividia a terra por igual e eliminou a circulação do dinheiro nessa sociedade.

Em Bendita Dica, a narrativa vai desde sua fama nos sertões atraindo cada vez mais seguidores, passa pela perseguição por parte das autoridades insatisfeitas com suas atitudes revolucionárias, evoca seu dom em conversar com anjos, e o episódio conhecido como O Dia do Fogo. Tudo isso contado com leveza, comédia e responsabilidade.

O projeto idealizado pelo diretor do grupo Mafá Nogueira, levou seis meses de ensaio para chegar aos palcos. A dramaturgia foi construída coletivamente, a partir de pesquisa bibliográfica e filmográfica, e também de relatos de moradores de Lagolândia ouvidos pelo elenco.

“Bendita Dica discute por meio da história de Santa Dica dois pontos cruciais de nossa sociedade: a questão da posse da terra e do poder. Tratar do direito a posse da terra é hoje fundamental, num momento em que se trava uma guerra no campo, guerra essa que a mídia a serviço do latifúndio insiste em esconder” diz Mafá Nogueira.

O espetáculo também circulará em oito escolas públicas do Distrito Federal gratuitamente para crianças do ensino infantil.


FICHA TÉCNICA
______________________________________________________

Elenco: Julie Wetzel, Lyvian Sena, Mafá Nogueira e Pedro Caroca (stand-in)
Músicos: Sérgio Rodrigues e David Erik
Direção: Claudia Leal e Mafá Nogueira
Operação de luz: Jullya Graciela
Artista gráfico: Jana Ferreira
Assessoria de imprensa: Pedro Caroca
Fotografia: Pedro da Silva
Produção: V4 Cultural      
Apoio: Fundação Brasileira de Teatro, Faculdade Dulcina de Moraes e Ric Filet Restaurante
Apresentação: Fundo de Apoio à Cultura do Governo de Brasília


SOBRE A CIA BURLESCA
______________________________________________________

O grupo realiza espetáculos teatrais e contações de histórias com estética cômica e satírica, suscitando reflexões sobre comportamentos caricatos da sociedade, sob a ótica do Teatro Político de Bertolt Brecht e do Teatro do Oprimido de Augusto Boal. O diferencial do grupo é a pesquisa apurada na narrativa, na dialética e na musicalidade, aprimorando sempre o trabalho do ator que resulta em espetáculos atentos à sensibilidade e às várias inteligências do público. O amplo repertório é inspirado em diversos aspectos da cultura popular, e aborda questões sobre os processos de exclusão, dando voz às minorias e aos oprimidos.

Há mais de 10 anos, dos quais seis no DF, a Cia Burlesca vem realizando trabalhos no campo da cultura fundamentados em princípios de resistência à forma hegemônica de produção. A conscientização da luta de classes, a exploração do homem pelo homem e a luta pelas liberdades estão entre os temas tratados tanto em seus espetáculos quanto em seus processos de criação e modos de produção. O posicionamento político da Companhia reafirma-se numa atividade contínua de estudo, pesquisa e prática, no sentido de aprofundar o entendimento acerca da função social e política da arte.


SOBRE O MOVIMENTO DULCINA VIVE
____________________________________________________________

Em oposição ao cenário de abandono de equipamentos culturais na cidade, artistas, coletivos, produtores e estudantes se juntaram para revitalizar e ocupar os espaços do Complexo Cultural Dulcina, no centro de Brasília. Um lugar que reúne as mais diferentes artes e culturas, um pedaço muito especial de Brasília que já foi palco de muitos momentos importante para o cenário cultural da capital.

Dentre as várias ações dentro do Movimento, os grupos Cia Burlesca, Celeiro da Antas, Colapso,  Virtù e Esquadrão da Vida se uniram para colocar a Sala Conchita de Moraes de volta ao circuito cultural.  A ideia é manter a o teatro de bolso com programação artística constante contribuindo para o fortalecimento da cena cultural da cidade e promovendo também um intercâmbio saudável, produtivo e necessário entre os trabalhadores do teatro.  O espaço está aberto para novos parceiros, grupos e colaboradores. A ocupação é um movimento de diálogo e ação constantes. Um espaço de construção coletiva, de discussão e formação política e cultural!


SERVIÇO
____________________________________________________________

Espetáculo: Bendita Dica

Temporada Sala Conchita
até 24 de abril de 2016
Sábados e domingos às 15h
Endereço: Setor de Diversões Sul, Prédio FBT (Teatro Dulcina)
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)
Capacidade: 100 lugares


MAIS INFORMAÇÕES
____________________________________________________________

Assessor de Imprensa: Pedro Caroca
(61) 8173-3450 | 3204-3889
vinte4cultural@gmail.com
www.fb.com/v4cultural

==> Foto: Pedro da Silva

0 comentários:

Postar um comentário