Brasília celebra Mês da Água com atividades educacionais e esportivas

Diversas ações de educação e sensibilização ambiental para comemorar o Mês da Água, em março, ocorrerão em Brasília a partir de terça-feira (1º). As iniciativas são articuladas por órgãos do governo distrital, federal e organizações não governamentais.

O Dia Mundial da Água, em 22 de março, foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992 durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Eco-92, no Rio de Janeiro, e é comemorado no mundo inteiro.

"Os eventos eram feitos de maneira independente, mas, desde 2015, no âmbito do programa Cultivando Água Boa, foi proposto um calendário unificado em março", explica Sérgio Ribeiro, chefe da Unidade Estratégica de Água, da Secretaria do Meio Ambiente.

Para 2016, a ONU escolheu como tema "Água e Empregos: Investir em Água é Investir em Empregos". No cronograma estão ações de educação ambiental em escolas públicas do DF, mutirão de plantio e implementação de agrofloresta em região de nascente de água e eventos no Jardim Zoológico de Brasília, na orla do Lago Paranoá e na Bacia do Rio Descoberto.

Ribeiro explica que todas as secretarias e parceiros divulgarão as atividades. Para ele é importante que a população passe por uma formação até 2018, quando a capital sediará o maior evento do gênero, o 8º Fórum Mundial da Água. "É um preparo para 2018", resume.

Atividades 
Como exemplos das atividades durante o mês, a população poderá participar de prática de remo, saindo da Ponte Juscelino Kubitschek até a Ermida Dom Bosco no domingo (20), às 10 horas. No dia 22, às 14h30, ocorrerá uma mostra de hidrografia para escolas e o lançamento de concurso de redação no Centro de Excelência do Cerrado, no Jardim Botânico, aberto à comunidade.

Integram as ações as secretarias de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, de Economia e Desenvolvimento Sustentável, de Educação, de Saúde e do Esporte, Turismo e Lazer; a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap); a Agência de Fiscalização do DF (Agefis); a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa); a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb); a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF); a Administração do Lago Norte; o Instituto Brasília Ambiental (Ibram); o Jardim Botânico de Brasília; a Fundação Jardim Zoológico de Brasília; Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde; Agência Nacional de Águas; a Câmara dos Deputados; o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); o Senado Federal; a Universidade de Brasília (UnB); a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil; o Movimento Sem Terra; os Institutos Cerratense; Histórico e Geográfico do DF; Oca do Sol; os projetos Ocupe o Lago; Águas da Serrinha do Paranoá, Rede Bartô e a WWF Brasil.

Dayane Oliveira, da Agência Brasília

==> Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília

0 comentários:

Postar um comentário