No tie-break, Rio do Sul/Equibrasil leva a melhor sobre o Terracap/Brasília Vôlei

Valendo a quinta posição na tabela, o Terracap/Brasília Vôlei foi até Santa Catarina para enfrentar o Rio do Sul/Equibrasil e fez uma partida digna de campanhas parecidas, mas perdeu no tie-break por 3 sets a 2, somando mais 1 ponto na classificatória da Superliga. As parciais foram 25/22; 23/25; 21/25; 26/24.

O time treinado por Manu Arnaut entrou em quadra com Macrís (levantadora); Bárbara (oposta); Roberta e Vivian (centrais); Paula Pequeno e Amanda (ponteiras) e Sassá (líbero). Já Spencer Lee escalou Helô, Giovana, Fran, Vanessa, Jú Nogueira, Mimi Sosa e Tati Rizzo.

O jogo
Com o Ginásio Artenir Werner lotado (1287 pessoas), o início do jogo foi disputado. Os times começaram trocando pontos de ataque até a primeira parada técnica, com vantagem mínima para as donas da casa (8/7). Com boa recepção, as catarinenses seguiam um pouco melhores em quadra e aos poucos abriam vantagem sobre o Terracap/Brasília Vôlei (15/11). Nos últimos pontos, comandadas por Paula Pequeno e Bárbara, o Brasília voltou a equilibrar e diminuiu para 20/18, mas não adiantou e o Rio do Sul fechou em 25/22.

O segundo set teve um início favorável ao Brasília. Com um saque mais efetivo e um bloqueio melhor, as visitantes pontuaram três vezes seguidas e fizeram 4/6. A equipe do Distrito Federal emplacou mais quatro pontos à frente (10/14). Após a segunda parada técnica, o Rio do Sul corrigiu os erros e colou no Brasília novamente (18/20). O empate veio na fase final do set, quando estava 23/23, foi na hora em que Manu parou o jogo. O pedido de tempo deu certo e o Brasília fez 23/25.

Após empatar o confronto em 1 a 1, o Terracap/Brasília Vôlei ganhou mais confiança e, mesmo com a torcida contra, conseguia impor ritmo ao jogo, já cravando três ataques seguidos (0/3). Depois do bom começo, o Rio do Sul reagiu e rapidamente virou o placar para 6/4. A igualdade veio no décimo ponto (10/10). Com boa recepção e distribuição de Macrís, o Brasília conseguiu a retomada em 14/18. A partir daí a equipe de Manu administrou e concluiu o set em 21/25 com um bloqueio duplo de Roberta e Paula Pequeno.

No quarto decisivo set, o Rio do Sul continuava a dar trabalho para o Brasília e trocava pontos de ataque (8/8). Os times seguiram empatados até fase final (23/23). Em rallys longos, as mandantes conseguiram virar as últimas duas bolas e venceram por 26/24, levando o confronto para o tie-break.

O tie-break foi favorável para as catarinenses, que de cara abriram 5/1. O Brasília não conseguiu encostar e terminou em 15/9 para o Rio do Sul, que continuou com apenas uma derrota em casa nesta temporada. O resultado fez com que os times empatassem em 33 pontos na tabela. Para a central Roberta, apesar da derrota, foi um bom jogo."Vacilamos em alguns momentos, principalmente na hora de fechar os sets. Também nos faltou sacar e bloquear um pouco mais, mas no geral foi um bom confronto”, afirma a camisa 1, que marcou 13 pontos.

Próximo desafio
O próximo compromisso do Terracap/Brasília Vôlei será neste sábado (20) no SESI/Taguatinga, às 20h, contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do SESI e custam R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Crianças até 5 anos não pagam e dos 6 aos 12 pagam meia. A bilheteria é aberta de segunda a sexta, das 9h às 12h e 13h às 17h. A bilheteria também estará aberta horas antes da partida.

==> Foto: Clóvis Eduardo Cuco / Rio do Sul

0 comentários:

Postar um comentário